quarta-feira, 14 de junho de 2017

DSP vai integrar Academia Internacional da Cultura Portuguesa

O antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, foi convidado para integrar a Academia Internacional da Cultura Portuguesa (AICP), cargo que vai assumir a partir do próximo dia 26, em Lisboa.

Segundo Domingos Simões Pereira, o convite «é o reconhecimento do povo e das autoridades portuguesas» pelo seu desempenho no desenvolvimento da língua e cultura lusas o que, disse, o enche de orgulho.

«Recebi este convite como um sinal de confiança, de apreço, de uma manifestação das autoridades, do povo português e de todos os que partilham a língua portuguesa, talvez de algum reconhecimento pelo trabalho que desenvolvi no passado e talvez, de alguma forma, no presente», declarou Domingos Simões Pereira.

O político foi secretário executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), entre 2008 e 2012.

Quando receber a acreditação oficial no próximo dia 26, em Lisboa, para ser membro correspondente da AICP, Simões Pereira passará a ser o segundo guineense a integrar aquela associação, depois de Carlos Lopes, antigo secretário-geral adjunto das Nações Unidas.

Sem esconder regozijo pela nomeação, Domingos Simões Pereira disse ter recebido a sua indicação como «sinal de esperança que o povo português, em particular, e os restantes falantes da língua portuguesa dão aos guineenses».

Em jeito de conclusão, Simões Pereira promete levar «uma contribuição positiva» para que a ação da academia continue a servir os povos que se expressam em português pelo mundo.
Rispito.com/Lusa. 14-06-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público