quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Voos diretos para a Guiné-Bissau vão ser retomados

Portugal e a Guiné-Bissau vão assinar na segunda-feira de manhã um acordo para retomar as ligações aéreas entre Lisboa e Bissau, confirmou à Lusa uma fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

O protocolo de cooperação, formação e capacitação nas áreas das migrações e controlo de fronteiras será assinado pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete, e pelo seu homólogo da Guiné-Bissau, Mário Lopes da Rosa, em Lisboa, estando também presentes os primeiros-ministros dos dois países.
PM da Guiné-Bissau condecora secretário de Estado timorense por apoio às eleições
O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, condecorou hoje o secretário de Estado da Administração Estatal de Timor-Leste com a Ordem de Mérito, Cooperação e Desenvolvimento pelo apoio dado para a realização de eleições no país.

"Através desta medalha posso dirigir-me a toda a Nação timorense. O que nós pretendemos dizer é um muito obrigado a Timor-Leste pela assistência e pelos apoios que nos têm disponibilizado", afirmou Domingos Simões Pereira, na cerimónia transmitida em direto pela televisão pública.

Na sequência de um pedido solicitado pelo antigo Governo de transição guineense, Timor-Leste estabeleceu uma missão de apoio ao processo eleitoral na Guiné-Bissau em setembro de 2013.
Agência Lusa 24 de Julho de 2014

União Africana quer missão internacional para dar ajuda urgente à Guiné-Bissau

O representante da União Africana (UA) na Guiné-Bissau, Ovídio Pequeno, defendeu quarta-feira a realização de uma missão conjunta de organizações internacionais para aquele país lusófono que considera necessitar de ajuda urgente.

"Por mais vontade que o Governo tenha, se não for dada a ajuda necessária, não conseguirá resolver os problemas profundos de que padece um pais onde o Estado quase deixou de existir", referiu.  

UE quer reduzir mortalidade materno-infantil em 25% na Guiné-Bissau

O Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materno-Infantil (Pimi) completa na quinta-feira o primeiro ano de atividade
A União Europeia é a principal financiadora de um projeto que pretende reduzir em 25% a mortalidade materno-infantil em quatro regiões da Guiné-Bissau no prazo de três anos, anunciou esta quarta-feira em comunicado.
O Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materno-Infantil (Pimi) completa hoje quinta-feira (24 de Julho) o primeiro ano de atividade e a data vai ser assinalada com uma cerimónia pública na cidade de Canchungo, norte do país.
O objetivo é que as mulheres grávidas e as crianças com menos de cinco anos beneficiem, através do programa, de melhor acesso a cuidados de saúde básicos nas regiões de Biombo, Cacheu, Oio e Farim - abrangendo 530 mil pessoas, ou seja, cerca de um terço da população do país.
TVI24 23 de Julho de 2014

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

BCEAO atribui 15 bilhões de CFA ao governo para pagamento de salários

O Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCAO), anuncia hoje um crédito ao governo guineense no valor de 15 bilhões de francos CFA, para o pagamento de salários em atraso na função pública.

De acordo com o Director Nacional do BCEAO, Aladje João Mamadu Fadia que falava a imprensa a saída da audiência que manteve com o Presidente da República, o apoio vem na sequência de pedido feito por José Mário Vaz ao Governador BCEAO Koné Djemocó. 

Díli - Vice-presidente recebe primeiro-ministro da Guiné-Bissau

O vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, que em Dili participa na X Conferência dos chefes de Estado e de Governo da CPLP, recebeu nesta quarta-feira o primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, numa audiência considerada por este como de cortesia.
PR de Moçambique destaca regresso da Guiné-Bissau e pede unidade aos guineenses

O Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, saudou hoje o regresso da Guiné-Bissau à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e pediu unidade aos guineenses para manter a estabilidade no país.

"Hoje celebramos, com muita satisfação, o regresso deste país irmão e Estado-membro fundador da CPLP ao convívio desta nossa família, uma vez concluído o processo de restauração da legalidade constitucional", anunciou o chefe de Estado moçambicano.

Armando Guebuza discursava na sessão de abertura da cimeira de chefes de Estado e de Governo da CPLP que teve hoje início no Salão Nobre do Ministério dos Negócios Estrangeiros timorense, onde a partir de hoje a Repúbica da Guiné-E quatorial é, mais um membro do pleno direito. Fazendo com que essa organização lusofona conheça o seu primeiro alargamento e com um país não falante da lingua de Camões.
Lusa 23 de Julho de 2014

terça-feira, 22 de Julho de 2014

Fundo Monetário Internacional realiza missão na Guiné-Bissau

Uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) desloca-se à capital guineense entre 23 e 29 de Julho com o objectivo de actualizar os dados macroeconómicos, incluindo ao nível dos atrasos internos.
Avaliar as perspectivas de apoio financeiro dos parceiros de desenvolvimento da Guiné-Bissau e discutir com as novas autoridades nacionais um quadro de políticas para o remanescente de 2014 estão entre os objectivos da missão do FMI.
De acordo com uma nota do Gabinete de Imprensa do Ministério da Economia e Finanças, que a PNN consultou, a missão em causa vai ainda fornecer conselhos preliminares de política económica com vista a reforçar a gestão das finanças públicas, de forma a evitar a acumulação de novos atrasos. 
Em termos de agenda a delegação manterá encontros esta quarta-feira, 23 de Julho, com os Secretários de Estado do Tesouro, José Djú, do Orçamento, Tomásia Manjuba, e com os respectivos membros dos seus gabinetes.
A 25 de Julho a missão do FMI reúne com o Secretário de Estado do Plano e Integração Regional, Degol Mendes.
PNN 22 de Julho de 2014

JOMAV reúne primeiro Conselho de Defesa Nacional

O Presidente da República José Mário Vaz (JOMAV) reuniu no Palácio Presidencial esta terça-feira, 22 de Julho, com os membros do Conselho de Defesa, o primeiro encontro do género desde que foi investido no cargo de Chefe de Estado, a 23 de Junho.
Na reunião participaram, de entre outras figuras, o ministro da Administração Interna, Botche Candé, e as chefias militares. Presume-se que esteja em discussão a questão da segurança nacional e a eventual proposta da nomeação do novo Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas.
De referir que o actual responsável pelas Forças Armadas guineenses, António Indjai, detém o poder das chefias da classe castrense desde 1 de Abril 2010, a qual foi reforçada com a nomeação do vice-Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas, cargo ocupado por Mamadu Ture.
É de referir que, a figura do vice-Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas não existe na estrutura orgânica das Forças Armadas da Guiné-Bissau.
PNN 22 de Julho de 2014

CPLP quer apoios internacionais para recuperação da Guiné-Bissau

Os membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) querem apoiar a Guiné-Bissau e estão empenhadas em reunir apoios da comunidade internacional para garantir o desenvolvimento da Guiné, anunciou hoje o ministro timorense dos Negócios Estrangeiros.

osé Luís Guterres falava hoje em Díli após o Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros, que antecede a X cimeira de chefes de Estado e de Governo da organização lusófona, que se realiza esta quarta-feira.

Sete jogadores da Guiné-Bissau retidos na África do Sul por falta de lugares

A fonte indicou a rádio Jovem que o massagista e um treinador adjunto do técnico português Paulo Torres ficaram com os jogadores, que devem apanhar o voo para Lisboa na terça-feira
Sete jogadores da seleção de futebol da Guiné-Bissau estão "retidos" na África do Sul por falta de lugares e só devem partir na terça-feira, quando o resto da caravana já se encontra em Portugal, disse um dos atletas.

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Botche Candé em contactos com antigos ministros do Interior

O ministro da Administração Interna, Botche Candé, esteve este sábado, 19 de Julho, em visita de trabalho para estabelecer contactos porta-a-porta com os antigos ministros do Interior e com antigos altos funcionários da mesma instituição.

A iniciativa do novo responsável para a segurança interna da Guiné-Bissau tem a finalidade de pedir apoio e colaboração no exercício das suas novas funções, tendo em conta a experiência trabalho em termos de governação acumulada por antigos ministros que passaram pelo Ministério do Interior.

sábado, 19 de Julho de 2014

Botswana vence Guiné-Bissau por 2-0

A Guiné-Bissau perdeu hoje frente à seleção de futebol do Botswana por 2-0, na primeira mão da segunda eliminatória de qualificação para a Taça das Nações Africanas de 2015 (CAN2015), em Gaberone.
Os dois golos da seleção do Botswana foram marcados pelo médio Lemponye Tshireletso.
Fonte do Governo guineense afirmou que o encontro foi antecedido de "muitas peripécias", com oito jogadores guineenses a serem impedidos de participar no jogo devido a "irregularidades" invocadas pelas autoridades do Botswana.
"Vamos aguardar pela chegada da delegação para apurar responsabilidades", acrescentou a mesma fonte.
Zézinho, considerado a “estrela” da seleção orientada por Paulo Torres, foi um dos jogadores impedidos de passar na fronteira do Gana.
De acordo com a mesma fonte governamental, em causa está o facto de alguns jogadores não terem visto para entrar no Botswana e de outros por viajarem com passaporte português, uma vez que detém dupla nacionalidade.
RTP Noticias 19 de Julho de 2014

JOMAV não foi a cimeira de Díli e adia a sua presidência aberta no interior do país

O Primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, substitui o Presidente da República José Mário Vaz na X Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a ter lugar de 23 a 25 de Julho, em Díli, Timor-Leste.
A ausência do Chefe de Estado guineense do encontro lusófono foi confirmada à PNN por fonte da Presidência da República, que não entrou em detalhes sobre esta matéria.
Ao nível interno, a mesma fonte informou que a projectada Presidência aberta, que devia ter lugar a partir desta sexta-feira pelo interior da Guiné-Bissau, ficou cancelada com data ainda a definir, por razões que se prendem com a agenda de trabalho do Chefe de Estado.
Sobre este assunto, a PNN soube que as fortes chuvas que se fazem sentir nos últimos dias no país, em particular pelo interior da Guiné-Bissau, são uma das razões para JOMAV adiar o encontro com a população do interior.
PNN 18 de Julho de 2014

A governabilidade e o equilíbrio de poder

Na verdade considero três aspetos fundamentais neste processo que tem dado um manancial enorme de adjetivos que inundam o léxico geopolítico guineense.

Em primeiro lugar é de referir a questão da inclusão e do enorme peso que a mesma evidencia no cenário governamental. Confesso que não tinha dado conta de um governo em que a lógica de participação política em cargos executivos fosse tão grande e transversal como neste caso em concreto. De salientar que essa participação foi concedida por um partido que acabara de ganhar com maioria parlamentar em condições que poderia o próprio governar sem coligação nem parceria.
Vice-Chefe do Estado-maior do Exército nomeado Chefe da Casa Militar da Presidência
O vice-Chefe do Estado-maior do Exército, Biague Na Ntan, foi nomeado para exercer as funções de Chefe da Casa Militar da Presidência da República da Guiné-Bissau.
O decreto Presidencial número 39, datado de 17 de Julho e assinado pelo Presidente da República José Mário Vaz, dá conta de que esta indigitação confere a Na Ntan os direitos e regalias inerentes ao cargo de ministro.
Militar na reserva, Biague Na Ntan era Comandante-geral do Corpo da extinta Guarda-fiscal, na altura quando Mário Vaz era ministro das Finanças.
Outro decreto Presidencial da mesma data nomeou Marciano Silva Barbeiro Chefe da Casa Civil da Presidência da República.
O antigo director da campanha eleitoral de JOMAV tem igualmente regalias inerentes ao cargo de ministro.
PNN 18 de Julho de 2014

sexta-feira, 18 de Julho de 2014

Guiné-Bissau já exportou cerca de 70 mil toneladas da castanha de caju

A Guiné-Bissau já exportou cerca de 70 mil toneladas da castanha de caju uma semana depois de o governo ter decidido priorizar o embarque do produto no porto de Bissau, disse hoje o ministro do Comércio, Serifo Embaló.

Na semana passada, o novo governo guineense decidiu priorizar o embarque da castanha (principal produto de exportação da Guiné-Bissau) no porto de Bissau em detrimento da madeira e o resultado "está no aumento do envio da castanha", observou Embaló.

JOMAV em Presidência aberta pelo interior do país

O Presidente da Republica José Mário Vaz (JOMAV) inicia esta sexta-feira, 18 de Julho, uma Presidência aberta pelo interior da Guiné-Bissau, perto de um mês depois da sua investidura ao mais alto cargo da magistratura guineense, que teve lugar a 23 de Junho.

De acordo com programa desta visita, que a PNN consultou, o Chefe de Estado guineense agendou a sua primeira deslocação à região sul do país, concretamente em Catio, região de Tombali, devendo passar pela região de Quinara em Buba, pela zona turística de Saltinho e terminando em Mansoa, norte da Guiné-Bissau, no dia 20 de Julho.

Dividida em duas fases, a segunda semana da deslocação de JOMAV ao interior do país decorre a 24 e 25 de Julho nas regiões de Bafatá e Gabu, estando no último dia desta vista prevista a deslocação à região de Cachéu, a Canchungo e à sua terra natal, Calequisse.

Trata-se do cumprimento de uma das suas promessas eleitorais, aquando da campanha em que o então candidato do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) prometeu estar perto da população guineense e influenciar a sua magistratura junto do Governo para resolver os mais candentes problemas que a população enfrenta.

Nesta deslocação, o Presidente da República será acompanhado por alguns membros do Governo, entre os quais o ministro da Administração Interna, Botche Cande.
PNN 17 de Julho de 2014