sexta-feira, 31 de julho de 2015

Morreu Aregado Mantenque Te líder do Partido dos Trabalhadores da Guiné-Bissau

Aregado Mantenque Te
Morreu esta terça-feira, 28 de Julho, o líder do Partido dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (PT), Aregado Mantenque Te.
O líder político faleceu na vizinha República do Senegal, concretamente no Hospital Regional de Ziguinchor, vítima de doença prolongada.
Um comunicado da direcção superior da sua formação política, intitulado «Nó Djunta Mon», ou seja, juntemos as mãos, informou que Mantenque Te era considerado, no seio da família, um pietista do povo guineense que sempre lutou pela afirmação da identidade política e cultural na Guiné-Bissau.
Por outro lado, o PT destacou que o seu líder fundador teve uma justa luta e no progresso da democratização do país, na transmissão da sua mensagem de liberdade e da democracia, como valores para alavancar a sociedade guineense.
Crítico na sua forma de fazer política na Guiné-Bissau, Aregado Mantenque Te era jurista de formação, fundou o seu partido em 203, foi várias vezes candidato Presidencial do seu partido, incluindo nas últimas eleições que tiveram lugar no país, contudo em todos estes processos eleitorais que participou, não teve resultados satisfatórios.
Gloria eterna
PNN, 29 de Julho de 2015

quinta-feira, 30 de julho de 2015

ANP validou a suspensão do mandato parlamentar

José Miguel Dias (zé Impú)
Os parlamentares guineenses aprovaram a suspensão do mandato do deputado do PAIGC, José Miguel Dias também conhecido por zé Impú (na foto), para participar na audiência e discussão do julgamento no âmbito do “processo-crime nº 21/2011, 
Este levantamento da imunidade parlamentar, vem na sequência do pedido  requerido pelo Ministério Público.” 
A suspensão do mandato parlamentar foi validada na noite do dia 29 de Julho em Bissau, através de uma votação secreta, com 56 votos à favor, 33 contra e zero abstenção, deduziu-se num projeto de resolução fundamentando a disposição dos deputados em relação a matéria, e que a suspensão tem efeitos a partir de 13 de outubro de 2015, valida até 13 de abril de 2016.

Com esta decisão o deputado agora está despido de capote de ferro, entregue a si mesmo e terá que responder impreterivelmente perante o fórum judicial. 

Falando sobre a matéria, o Presidente do parlamento guineense afirmou que “ O levantamento da imunidade parlamentar não é um julgamento do parlamento, ao levantarmos imunidade estamos a dizer que o deputado A ou B é culpado. Estamos sim a dizer à justiça que tem a nossa autorização para julgar um deputado, para que esse possa defender o seu bom nome, nome da sua família, a sua dignidade, a sua hora e o seu moral.”
Cipriano Cassamá disse esperar nesta legislatura os parlamentares vão romper-se com o mito do passado enveredando em direção da linha de reflexo positivo, moralizador e disciplinador do futuro almejado.

Os parlamentares pretendem ver feita a justiça dos processos de sangue com destaque do Nino Vieira, Tagme NaWai,  Veríssimo  Correia Seabra, Hélder Proença, Roberto Ferreira Cacheu, Baciro Dabó e muitos outros… ainda os processos que envolvem alguns membros do atual governo do Domingos Simões Pereira.
Lai Baldé-Correspondente, 29 de Julho de 2015

quarta-feira, 29 de julho de 2015

ANP debate o pedido de levantamento da imunidade parlamentar dos deputados suspeitos

O Parlamento guineense debate o pedido de  levantamento de imunidade parlamentar de alguns deputados indiciados na justiça requerido pelo Ministério Publico. 
O caso está a dividir as opinoes dos deputados e suxcitou  debates em longas horas na plenaria da ANP.  
Até aqui, dois deputados estão em causa nomeadamente José Manuel Dias (Zé Impú) e Gabriel Só ambos da Bancada parlamentar do PAIGC.
Certo é que o Presidente da ANP, Cipriano Cassamá, considera o pedido do Ministério Publico legitimo e um ato bastante normal, pelo que apela os colegas parlamentares de todos juntos colaborarem com a justiça. Na mesma linha, Cassamá disse que no seu mandato não vai admitir que Assembleia Nacional Popular seja um dos factores que obstaculizam a justiça da Guiné-Bissau. E esse caso de levantamento da imunidade parlamentar deve ser atendido, pois isso não tira a carater soberana do parlamento, antes pelo contrario passara a dignificar o parlamento e os parlamentares
Cipriano Cassama sublinha ainda que esta legislatura parlamentar vai ser bastante diferente de todas as outras ja passadas no país e garante que sempre que o pedido de levantamento da imunidade parlamentar se justifica, o parlamento responderá favoravelmente
Rispito.com, 29 de Julho de 2015

Guiné-Bissau retoma processo de privatização de empresas públicas

O governo da Guiné-Bissau vai reabrir o processo de privatização das empresas públicas que se encontram abandonadas e em avançado estado de degradação, caso da Companhia Industrial de Cervejas e Refrigerantes (CICER), informou recentemente o primeiro-ministro.
Domingos Simões Pereira, que falava no decurso de uma visita à Empresa de Água e Electricidade da Guiné-Bissau e à CICER, disse que os cadernos de encargos iniciais para as operações de privatização limitaram-se a procurar parceiros estratégicos para relançar o sector “não tendo sido dada prioridade à componente financeira.”
Na mesma ocasião, o ministro da Indústria e Energia, Florentino Mendes Pereira, anunciou o lançamento dentro de dois meses de um concurso público para a construção de uma central eléctrica com uma capacidade de produção de 25 megawatts para abastecer de energia eléctrica a capital, Bissau, e arredores.
O ministro adiantou que o governo pretende mandar construir em Bissau uma outra central eléctrica, igualmente com uma capacidade de 25 megawatts, sendo esta alimentada a fuelóleo e construída ao abrigo de uma parceria que o governo guineense tem com algumas empresas portuguesas que não identificou. 
Macauhub/GW, 28 de Julho de 2015

terça-feira, 28 de julho de 2015

Criança  morta e abandonada no bairro de Plak-02 em Bissau

Uma Criança de 04 meses foi encontrada morta esta segunda feira dia 17 de Julho, num poço abandonado no bairro de Plak-02 em Bissau. 
A menor terá sido colocada num poço de água pela sua própria mãe a quem confessou as autoridades policiais de arrependimento do comportamento cruel e desumano contra a sua bebe inocente.
A PJ esteve no local já tomou a ocorrência do facto.
A autora do crime (mãe) se encontra encarcerada nas celas da Segunda Esquadra da Policia da Ordem Pública de Bissau. 
Situação caricata que continua a incomodar de forma chocante os citadinos de Bissau, numa altura em que as novas autoridades ainda não conseguiram conter a prática.
Lembra-se que, de Janeiro para cá, foram encontradas mortas mais de 05 crianças, até agora os seus responsáveis continuam impunes e a circularem na cidade de Bissau.
Lai Baldé-Correspondente, 28 de Julho de 2015

PJ apresentou a droga apreendida dos traficantes à comunicação social

A Policia Judiciaria apresentou hoje à imprensa 04.800 gramas de cocaína e 02 litros deste produto em forma líquida de diluição em garrafas de refrigerantes na posse de três traficantes dos quais, uma senhora da nacionalidade cabo-verdiana, um guineense e um nigeriano com passaporte da Guiné-Bissau, detidos no aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, provenientes do Brasil com escala em Marrocos.
Os 02 traficantes dissimularam a droga no interior do corpo, tendo engolido o primeiro 60 cápsulas, o segundo ingerido 72 cápsulas e a terceira, uma mulher com 04 meses de gravidez na posse de 02 litros de cocaína em forma líquida. Um dado novo na dinâmica desta rota. 
Falando esta terça-feira 28 de Julho em Bissau, a Diretora Nacional da PJ guineense reiterou daquilo que considera forte engajamento na luta sem tréguas a esse fenómeno e na perseguição serrada aos seus atores, apelando aos pais e encarregados de educação sobretudo os estudantes da proveniência desses produtos para estarem atentos e afastados das estruturas de recrutamento para o mundo do tráfico. 
A operação da detenção dos traficantes foi desencadeada pela “Unidade Nacional do Combate a Droga,” tendo já os suspeitos apresentados ontem ao Ministério Público para efeitos de instrução processual.
Lai Baldé-Correspondente, 28 de Julho de 2015

segunda-feira, 27 de julho de 2015

É urgente  salvar Guiné-Telecom, Guiné-Tel rede móvel e APGB

O Governo do Domingos Simões Pereira após ter tomado posse encontrou um débito dos anteriores governos às instituições bancarias 07, 8 biliões de francos cfa para a execução do plano de reestruturação das empresas Guiné-Telecom e Guiné-Tel rede móvel, 12 meses de salários em atraso, equipamentos num estado de abandono por falta de funcionamento e excesso de trabalhadores na empresa.

Traficantes de droga detidos em Bissau

A Policia Judiciária guineense deteve três traficantes de droga dos quais, uma senhora da nacionalidade cabo-verdiana com quatro meses de gravidez, um guineense e um nigeriano com passaporte guineense no aeroporto internacional Osvaldo Vieira de Bissau, provenientes do Brasil.
A detenção aconteceu na madrugada do dia 26 de Julho quando o grupo narcótico foi intercetado pela Pj, na posse de algumas cápsulas de droga para a venda rede do mercado de drogas da capital Bissau.
Os detidos serão apresentados ao público amanhã 28 de Julho em Bissau, perante os olhos dos repórteres dos órgãos de comunicação social.  
Apesar de a PJ estar implacável no combate desse flagelo, ainda continua o tráfico de drogas no país.
Lai Balde-Correspondente, 27 de Julho de 2015

Lamba criou uma nova Câmara do Comercio na Guiné-Bissau, (CDC GB)

O Empresário Mamdú Saliu Lamba foi eleito Presidente da nova Câmara do Comercio da Guiné-Bissau, (CDC GB), para um mandato de 04 anos no seio do sector privado guineense.  
A eleição do Lamba como presidente e a criação da nova câmara aconteceu este sábado 25 de Julho, numa assembleia-geral constituinte “Sinonimo de Uma Liderança Segura e Dinâmica para um Sector Comercial Novo,” com mais de 100 delegados oriundos do interior do país, votaram por unanimidade dando para o efeito, confiança ao empresário Lamba, para dirigir a organização empresarial e representar o sector privado do país.
Segundo os mentores da ideia, a criação da nova câmara surgiu porque não há transparência, inclusão e dinâmica no sector, que foi chicoteado com o fenómeno de corrupção e arrogância.

Falando aos microfones do Rispito.com, o recém-eleito presidente da nova câmara do comércio (CDC GB), Mamadú Saliu Lamba qualifica a assembleia-geral de um gigante transformação da ANC para CDC GB, dando um salto qualificativo que convida a todos por forma a dar maiores anseios da população em geral e do sector privado em particular alavancando a economia do país.

Nas resoluções, os delegados deram por extinta a Associação Nacional dos Comerciantes da Guiné-Bissau (ANC GB), em sua substituição criar a Câmara do Comercio da Guiné-Bissau, cujo sigla é CDC GB.
Lai Balde-Correspondente, 27 de Julho de 2015

sábado, 25 de julho de 2015

Festival Guiné Ranka em França

O festival "Guiné Ranka" reúne um vasto leque de artistas da Guiné-Bissau nos arredores de Paris neste sábado. Trata-se de um projecto visando divulgar pela Europa a imagem de um país qua "arranca", graças aos seus múltiplos talentos musicais e outros. Ernesto Dabo é uma referência cimeira da música guineense que marca presença no certame.
Para além de Ernesto Dabo, conceituado histórico músico guineense, autor em 2013 de um álbum patrimonial "Lembrança" editado em Montréal, Quebeque, Canadá, estarão em Clichy sous Bois no Espaço Fado nomes como Micas Cabral.
O célebre artista guineense da emblemática banda Tabanka Djazz poderá contracenar com Patchy di Rima, Ami Injai, Lele Bissaly, Iragrett Tavares e Nifeco.

Luciano Pereira, da organização, explicou à rfi que a ideia do evento é que Paris seja um ponto de partida de uma digressão europeia. Uma "tournée" oferecendo uma nova imagem de uma país determinado em se projectar no futuro, deixando para trás a má imagem herdada de décadas de turbulência, no espírito da mesa redonda de doadores que tivera lugar em Março passado em Bruxelas, na Bélgica.
RFI, 25 de Julho de 2015

lançamento do Plano de Ação Voluntária pela Guiné-Bissau

O Diretor-geral do Ambiente revelou hoje em Bissau que é urgente dotar o país de um quadro jurídico forte para a gestão dos resíduos perigosos e de uma estrutura capaz de regularmente elaborar um inventário de acordo com as obrigações da convenção de Basileia de forma a poder anualmente apresentar o seu relatório nacional sobre lixos tóxicos.
Seco Cassamá que falava esta sexta-feira 24 de julho, no seminário do “lançamento do Plano de Ação Voluntária pela Guiné-Bissau para a Promoção das suas Obrigações ao Abrigo da Convenção de Basileia sobre o Controlo dos Movimentos Transfronteiriços dos Resíduos Perigosos e sua Eliminação, realçou ainda que estão no inicio de um longo caminho a percorrer para alcançar uma proteção maior a saúde pública e o meio ambiente, reduzindo, reciclando, reaproveitando e dando tratamento final adequado ao resíduos por forma a combater a pobreza.
O Diretor-geral do Ambiente disse esperar com esta ação de formação atingir os objetivos e os resultados que irão contribuir para que o país possa elaborar um ótimo relatório nacional de acordo com as obrigações decorrente da convenção de Basileia.
O encontro contou com o apoio financeiro do Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUE) e foi administrado pelos consultores nacionais e internacionais com destaque ao mestre Kees Wielenga da organização, FACT.
A Convenção de Basileia visa garantir a segurança ambiental bem como da saúde humana, em termos de transporte, produção e gestão dos resíduos.
Lai Balde-Correspondente

sexta-feira, 24 de julho de 2015

PDD quetiona a transparencia sobre a exploração dos recursos naturais

Policiano Gomes
O líder do Partido Democrático para o Desenvolvimento (PDD) manifesta-se a sua inquietação e questionamento sobre a transparência da gestão dos acordos celebrados no âmbito da exploração dos recursos naturais, reabilitação de vias urbanas de Bissau, debates a porta fechada do orçamento dos deputados, do mártire do Pindjiguiti e vai ainda mais longe ao questionar porque o Presidente da República retém os meios matérias e financeiros da república Islâmica do Marrocos e não o faz passar pelos mecanismos legais.

Guiné-Bissau vai ter brvemente mais uma  Câmara de Comercio, de Agricultura e de Industria

A Câmara de Comercio, Industria, Agricultura e Serviços da Guiné-Bissau cada vez mais dividida e mais isolada na sua atuação com os parceiros de desenvolvimento.
Esta sexta-feira numa breve declaração à imprensa Rui Ribeiro Presidente da Mesa dos Comerciantes da Guiné-Bissau, igualmente porta-voz do coletivo do “Grupo de Empresários do Sector Privado Nacional pela Legalidade e Transparência,” anunciar para amanhã dia 25 de julho, a realização da Assembleia-geral de Camara de Comercio e consequentemente criação de uma Confederação Empresarial que congregará Câmara de Comercio, Câmara de Agricultura e Câmara de Industria no âmbito de reformas projetadas durante o processo. 
Para o efeito já foram convocadas todas as associações ligadas ao sector privado para a criação da referida confederação cujos corpos sociais, serão empossados na próxima semana.
Lai Baldé-Correspondente, 24 de Julho de 2015

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Geraldo Martins, considerou de positivo o crescimento económico

O Ministro da Economia e Finanças da Guiné-Bissau, Geraldo Martins, considerou a evolução do crescimento económico do pais de positiva e encorajadora.
Geraldo Martins, citado pelo jornal “Nô Pintcha” na edição desta semana, num balanço das actividades levadas a cabo pela sua instituição nos últimos 12 meses disse que ao longo do primeiro ano de governação o crescimento económico e a arrecadação das receitas processaram-se num bom caminho.
“Desde 2014, o crescimento económico saiu de 2 para 4,5 por cento e perspectivamos que até final de 2015 atinja os 5 por cento”, estimou o governante guineense.
O caminho mais consistente de aumentar as receitas, segundo o ministro, é estimular o crescimento da economia para que haja maior arrecadação de receitas fiscais e, ao mesmo tempo, melhorar a fiscalidade e promover uma reforma fiscal que permita abarcar à todos os que devem pagar imposto.
Geraldo Martins lembrou que que entre 20 à 25 por cento das receitas provêm das regiões, garantiu que o governo está a reforçar os meios de controlo nas fronteiras com a finalidade de recolher mais receitas, e reconheceu que a arrecadação das receitas a nível das regiões é mais complicada do que na capital, Bissau.
“Há um ano tínhamos a situação de projectos suspensos por falta de financiamentos, mas conseguimos reactivar muitos projectos com o Banco Mundial, como por exemplo projectos na área da agricultura, energia e estamos a preparar um no domínio de cabos submarinos”, referiu.(
Macauhub/GW, 23 de Julho de 2o15

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Sepultado o escritor e poeta Félix Sigá 

Os restos mortais do escritor e poeta Félix Sigá, foram sepultados esta quarta-feira 22 de Julho, no cemitério Municipal de Bissau, na presença do Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira. 
A cerimónia fúnebre começou junto ao Direcção-Geral da Cultura, na qual, aquele que foi figura sonante da literatura guineense foi rendido homenagem e a cerimónia fúnebre seguiu-se em direção ao cemitério em companhia dos familiares, membros do governo, amigos e companheiros da profissão até à sua última morada, onde foi lida a sua biografia do malogrado.
O Malogrado foi o fundador da Associação, nacional dos Escritores da Guiné-Bissau, escreveu varias obras literárias que hoje em dia, estimula e orienta a nova geração a seguir o mesmo caminho.
De acordo com a fonte do Rispito.com, o tempo que o malogrado esteve doente, encontrava-se quase num estado de abandono a sua sorte, pelas figuras públicas do país, até ao momento a família e os colegas formularam um peditório para obtenção do dinheiro para a sua evacuação atempado para um tratamento medico especializado. 
Félix Sigá era um intelectual inconformado com a realidade do país, era casado e pai de filhos, faleceu com 61 anos em Lisboa, vítima de doença prolongada. 
GLORIA INTERNA A SUA ALMA.
Lai Baldé-Correspondente, 22 de Julho de 2015

Zamora Induta regressou à Guiné-Bissau depois de quatro anos

Ex-chefe de Estado Maior das Forças Armadas foi deposto pelo seu adjunto António Indjai.
O antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Zamora Induta, regressou nesta terça-feira, 21, ao país proveniente de Portugal, para onde se exilou desde o golpe de Estado militar de 2012.
De acordo com a agência de notícias Lusa, Zamora Induta comunicou ao chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas o seu regresso ao país.
Zamora Induta abandonou Bissau depois de ter sido demitido e preso na sequência do golpe militar de Abril de 2012 liderado por general António Indjai, seu anterior adjunto no comando das Forças Armadas.
Lusa, 22 de Julho de 2015

terça-feira, 21 de julho de 2015

Paulo Sanhá lamenta os posicionamentos do PAIGC, do governo e do Ministério Publico à comunicação social

Presidente do Supremo Tribunal de Justiça lamenta bastante a forma como o PAIGC, o Governo e o Ministério Público posicionaram publicamente nos órgãos de comunicação sociais em relação aos membros do governo acusados da prática de corrupção ou de crime.
Paulo Sanhá que falava terça-feira 21 de Julho, no encontro com uma delegação do Tribunal Superior do Mali se encontra em Bissau para uma vista de 03 dias aos titulares dos órgãos da soberania do país, qualificou as acusações mútuas entre as partes de troca de mimos. 
O PSTJ relembrou que a sua instituição é última instância a pronunciar sobre qualquer processo de matéria de crime. Por isso, deixa bem claro que as pessoas devem enveredar-se no cumprimento daquilo que a lei obriga a todos os cidadãos responder perante a justiça.
Abdurhamane Niang, Presidente do Tribunal Superior do Mali, ao falar no ato afirmou que “viemos ver os nossos amigos da Guiné-Bissau, porque o Supremo Tribunal de Justiça tem muitas experiências no domínio da justiça. Acompanhamos a independência e desempenho da magistratura judicial do país nomeadamente; o Conselho Superior da Magistratura que é presidido por um presidente do STJ, isto garante a Independência da magistratura diferente com o sistema francês.” Referiu
Lai Baldé-Correspondente, 21 de Julho de 2015

PGR quer o levantamento de imunidade parlamentar aos  deputados suspeitos

O Procurador-geral da República manifestou hoje ao Presidente da Assembleia Nacional Popular a intenção de levantamento de imunidade parlamentar aos alguns deputados suspeitos da prática de corrupção ou de crime para serem ouvidos pelos magistrados do Ministério Publico no âmbito de investigação em curso.
Hermenegildo Mendes Pereira revelou a intenção à imprensa, no final de uma audiência com Cipriano Cassamá, esta terça-feira 21 de julho.
O PGR disse que o presidente do parlamento guineense lhe manifestou disponibilidade em colaborar com a justiça para que haja uma justiça célere, equitativa e isenta para todos os cidadãos.
Falando sobre as posturas assumidas pelo PAIGC e o Governo sobre alguns governantes indiciados e apega a justiça, o Nº 01 do MP reafirmou que não há nenhum motivo de perseguição contra os membros do governo, a sua instituição está a fazer o seu trabalho com base na legalidade, objetividade e isenção por isso, estão sossegados.
Em relação as recentes declarações do advogado do ministro dos Negócios Estrangeiros retirado o passaporte diplomático e impedido de sair do país sem previa autorização do Ministério Público, o PGR indica que este perdeu o rumo das coias. “O que consta no processo do suspeito não tem nada haver daquilo que o advogado está a falar” e deixou bem claro que todos os processos ali encontrados serão investigados e acusados para o julgamento.
De recordar que numa das edições do Rispito.com anunciamos que mais de 05 deputados da nação cobrem-se do capote parlamentar para livrar-se da justiça.
A bem pouco tempo, um do PAIGC foi condenado pelo Supremo Tribunal de Justiça por 08 anos de prisão efetiva e ao pagamento de mais de 140 milhões de francos cfa, a matéria de crime está ligada no âmbito do processo que opunha este a uma empresa gráfica. Mas o deputado continua exercer as suas funções livremente no parlamento guineense, sem que nada tivesse acontecido. “TANAMU FENHI.”
Lai Baldé-Correspondente, 21 de Julho de 2015

Ministério Público da Guiné-Bissau insurge-se contra Governo e PAIGC

O Ministério Público da Guiné-Bissau insurgiu-se nesta segunda-feira, 20, contra os comunicados do Governo e do PAIGC, partido no poder, emitidos na semana passada, segundo os quais, os membros do Executivo sob investigação criminal pela Procuradoria-geral da República estão a ser alvos de perseguição.
Aliás, foi nesta perspectiva que o Executivo guineense requereu na Assembleia Nacional Popular um debate de urgência sobre o Estado da Justiça.
Para o Ministério Público, a atitude do Governo e do partido no Poder não passa de ‘‘uma vontade incontrolável de manipular a imprensa e a opinião pública, enquanto linha predominante deste Governo e do PAIGC’’.
Em comunicado, a Procuradoria-geral da República questiona: ‘‘ por quê agora tanta contestação à actuação do Ministério Público?’’, adiantando que o ‘‘desafio que hoje se coloca ao Ministério Público é combater qualquer que seja comportamento criminoso’’.
A nota sublinha ainda que a dinâmica dos factos criminais, contrariamente ao que o Governo e o partido no poder quiseram mostrar, tem levado o Ministério Público a adoptar um discurso de legalidade, isenção e objectividade”
Voz de América, 21 de Julho de 2015

segunda-feira, 20 de julho de 2015

PJ ameaça paralisar os serviços de piquete

A Policia Judiciaria guineense ameaça paralisar os serviços de piquete se não foram atendidas as suas exigências de condições laborais pelo governo, durante um período temporal de um mês, nessa instituição de investigação criminal do país.   
Entre as exigências constam a concessão de novas viaturas, pagamento de subsídios em atraso, água potável, internet, casas de banho bem como meios de defesa policial para fazer face as exigências atuais. 
Ângelo Adelino dos Reis, Presidente da Associação dos Profissionais da PJ, desvendou que a PJ guineense é uma farsa de polícia que não pode fiscalizar os atos do governo por que é bloqueada e muito menos socorrer um cidadão em perigo, por não ter mobilidade para o efeito.
Ângelo dos Reis que falava segunda-feira 20 de julho na cerimónia de celebração do 2º aniversário desta organização sindical, indica que a PJ só está em Bissau, daí a necessidade de descentralizar a sua atuação por forma a garantir à população tranquilidade, diminuindo a onda de criminalidade no território nacional, sem esquecer salario incompatível que os agentes recebem estar longe de ser comparado com outros países, enquanto, “os titulares dos órgãos da soberania da Guiné-Bissau, auferem subsídios que sustentam os de Cabo-Verde.”
O ato serviu igualmente, para proceder ao entrega de 40 coletes de identificação e de defesa policial.
Recordamos que, a PJ guineense foi criada a 08 de março de 1983 em Bissau e conta atualmente com cerca de 170 efetivos que labutam diariamente para a defesa da população.
Lai Baldé-Correspondente, 20 de Julho de 2015

Carta de recomendação para o PM 

Luciano Óscar Pereira
Esse espírito de nostalgia e a força de amor a pátria faz de nós pessoas orgulhosas, alegres, mas muitas vezes entristecidos quando as nossas inevitáveis controvérsias nos abalam as vias do percurso.
Estou aqui, neste espaço querido e respeitado (Rispito.com), para que, de forma pouca critica mas muita construtiva, convidar ao nosso chefe de governo, para partilharmos o que agora vou dizer.

Guiné-Bissau e Cabo Verde assinam acordos para evitar dupla tributação

Os governos da Guiné-Bissau e Cabo Verde rubricaram acordos para evitar a dupla tributação, evasão fiscal e ainda no domínio sanitário, anunciaram os chefes de governo dos dois países.
Os acordos foram rubricados no final de uma visita de trabalho de quatro dias à Guiné-Bissau do primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves.
Para além do entendimento ao nível da fiscalidade, Cabo Verde vai formar técnicos guineenses para o país ter um laboratório de controlo de qualidade de pescado, entre outras valências.
Os dois governos acordaram também sobre a possibilidade de realizar cimeiras de dois em dois anos.
O primeiro-ministro cabo-verdiano manifestou ainda vontade de ver alguns municípios do arquipélago geminados com a ilha guineense de Bolama, na sequência da sua visita a outras duas ilhas, Bubaque e Rubane.
As ligações marítimas entre os dois países poderão também ser retomadas ainda este ano.
Por outro lado, a empresa Inpharma rubricou um memorando de entendimento com o Ministério da Saúde Pública guineense para o fabrico de medicamentos na Guiné-Bissau.José Mária Neves destacou o trabalho em curso na Guiné-Bissau, um país que disse estar a "reerguer-se depois de vários anos de convulsões", tendo enaltecido o desempenho do primeiro-ministro Domingos Simões Pereira.
Este por sua vez reconheceu que os dois países estão a criar "as sinergias necessárias para uma parceira estratégica" onde o setor privado "terá uma palavra a dizer".
"Objetivamente temos que reconhecer que nós temos um trabalho a realizar", defendeu Domingos Simões Pereira, para quem o "caminho começou a ser feito" através da criação de mecanismos que vão materializar as intenções.
Como forma de reconhecer e agradecer a contribuição dos guineenses no processo da independência da Guiné-Bissau, aliás, motivo principal da visita, o primeiro-ministro de Cabo Verde disse que decidiu oferecer medicamentos à pediatria do Hospital Simão Mendes, de Bissau.
Lusa, 20 de Julho de 2015

sexta-feira, 17 de julho de 2015

José Maria Neves recomenda "diálogo interno" na Guiné-Bissau

O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, considerou hoje importante que haja "diálogo interno" na Guiné-Bissau para consolidar os progressos conquistados no último ano.
"A Guiné-Bissau goza de um grande prestígio internacional pela forma como concluiu o processo de transição e realizou a mesa redonda [de doadores]. É preciso consolidar tudo isso através de um processo de diálogo interno", referiu.
"A Guiné-Bissau goza de um grande prestígio internacional pela forma como concluiu o processo de transição e realizou a mesa redonda [de doadores]. É preciso consolidar tudo isso através de um processo de diálogo interno", referiu.
Lusa, 17 de Julho de 2015

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Ministério Público promete tolerância zero contra qualquer indício da prática de corrupção ou de crime

O Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público advertiu hoje em Bissau que “nunca não vão permitir, vão tolerar e nem aceitar qualquer interferência do governo ou de qualquer órgão de soberania imiscui-se nos trabalhos do Ministério Público. 
Bacari Biai, reage com bastante indignação aos comunicados do PAIGC e do Governo em que este último requere à Assembleia Nacional Popular, um pedido de “Debate de Urgência para Apreciação do Estado e o Funcionamento atual da Justiça com particular incidência sobre a atuação do Ministério Público, quer nas suas funções de titular de Acão penal como na de advogado do Estado, garante que isso nada mudará a posição do Ministério Público sobre a matéria. E, promete tolerância zero contra qualquer indício da prática de corrupção e de crime acusando o governo do Domingos Simões Pereira de falta de colaboração institucional por forma a desvendar a verdade dos factos. 
O Magistrado Biai deixa bem claro que não existe nenhuma perseguição a qualquer governante porque a sua instituição atua na base da legalidade e da transparência e advogado do Estado, relembrado que o PM, sai recentemente em defesa do governo impedindo este pagar cerca de 02 bilhões de francos cfa num polemico caso e que não foi citado no comunicado do coletivo governamental.
Lai Baldé/Rispito.com, 15 de Julho de 2015

José Maria Neve está em Bissau para uma visita oficial de 04 dias 

O Primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves. Está em Bissau para uma visita oficial de 04 dias com as autoridades do país e, foi recebido no Aeroporto Intencional Osvaldo Vieira essa madrugada, do dia 16 de Julho, as 1H38mn, pelo Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, que se fez acompanhar pelo Ministro do Negócio Estrangeiros, da Cooperação Internacional e das Comunidades, Mário Lopes da Rosa e pelos Conselheiros do seu Gabinete.
Durante 04 dias o estadista cabo-verdiano de 16 a 19 de Julho, estão previstos uma deposição de coroa de flores no Mausoléu de Amura, encontro com o Chefe do Governo, visitas as instalações da Agri-Safim e as Instalações do Centro de Comando de FISCAP, visitas de cortesia ao Presidente da República, José Mário Vaz e ao Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá.
Maria Neves terá ainda encontros com os líderes dos Partidos Políticos, Sociedade Civil, Chefes Religiosos e a Comunidade Cabo-verdiana residente no país, fará uma tournée ao Arquipélago de Bijagós, mais concretamente as ilhas de Bubaque e Rubane.
No quadro da visita, no dia 17 de Julho, as 17H00, no INASA - Escola Nacional de Saúde, proferirá uma palestra “ Agenda de Transformação de Cabo Verde”. 
De acordo com o Gabinete de Comunicação do PM guineense para o último dia, 19 de Julho, terão lugar as assinaturas de Acordos, leitura de Comunicado Conjunto e declaração à Imprensa. E, um concerto musical na Praça Che Guevara com o Grupo Musical " Os Tubarões" de Cabo Verde para fechar o Programa.
Lai Baldé/Rispito.cm, 16 de Julho de 2015

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Governo quer um debate parlamentar sobre atual momento da Justiça no país

Governo guineense requer à Assembleia Nacional Popular, um pedido de “Debate de Urgência para Apreciação do Estado e o Funcionamento atual da Justiça, com particular incidência sobre a atuação do Ministério Público, quer nas suas funções de titular de Acão penal como na de advogado do Estado.
De acordo com o comunicado do Conselho de Ministros com a data de 14 de Julho, em sessão extraordinária, considera que atuação do Ministério Público para além da sua incidência quase exclusiva sobre os membros do atual governo, encerra em si uma clara falta de colaboração institucional com o governo, num momento em que as diversas categorias socioprofissionais do país e a comunidade internacional, exclusivamente, dão nota positiva a este impressionante volte-face registado, em apenas um ano, na gestão dos destinos da Guiné-Bissau.
Nesta dinâmica, o Coletivo governamental disse reteve a sua atenção sobre o impacto da atuação do Ministério Público em relação aos membros do governo, envoltos em processos de audições, alegadamente de natureza criminal, já mais registados na história democrática do país.  
Por fim, Os membros do governo fixaram para o dia 25 de Julho corrente (sábado), como data de relançamento da Campanha Nacional da Limpeza e Desobstrução da Drenagem, apelando por isso a colaboração das instituições públicas, privadas, Sociedade Civil e demais organizações por forma a facilitar o processo. Aos Organismos internacionais sediados no país no sentido de apoiarem a iniciativa do governo visando a melhor as condições higiénicas sanitárias da população.
Lai Baldé/Rispito.com, 15 de Julho de 2015

PRS receia acusações de qualquer ato de instabilidade na Guiné-Bissau  

O líder do Partido da Renovação Social (PRS) disse que a sua formação política foi obrigada a submeter-se ao silêncio por recear de acusações de qualquer ato de instabilidade na Guiné-Bissau. 
Com tudo, Alberto Nbum Nanbeia garante que os renovadores estão com olhos abertos acompanhando a evolução da situação sociopolítica do país, indicando que o único caminho para a procura do entendimento é o diálogo para viabilizar o desenvolvimento almejado.
Em conferência de imprensa realizada domingo 14 de julho, tornar publico a admissão do PRS como membro do pleno direito da família de Internacional Democrata Centralista (IDC), os renovadores revelam que o partido chegou a esse patamar, graças aos apoios dos partidos PSD de Portugal e MPD de Cabo-Verde. 
O Presidente do PRS anunciou a chegada ao país do novo líder de IDC, ex-presidente da república da Colômbia, André Astana, para aconselhar os guineenses. Porque segundo Nambeia, chegou o momento de perdão e de deixar por trás  o passado negro.
Lai Baldé, 15 de Julho de 2015

lei de Disciplina Militar aprovado no parlamento 

As Forças Armadas guineense dispõem doravante da lei de Disciplina Militar, aprovado por unanimidade pelos parlamentares ontem 14 de julho, pela primeira vez na história após a criação de FARP na Guiné-Bissau.
O documento visa regular o funcionamento da instituição militar bem como, disciplinar e sancionar o comportamento dos militares lançando as bases reais para que as forças armadas sejam republicanas submissas ao poder político. 
O efeito prático da aplicação do documento só será sentido se os militares forem coesos e capazes de disponibilizar interesse sobre a matéria acompanhado com campanhas de sensibilização nas unidades militares do país.
Lai Baldé/Rispito.com, 15 de Julho de 2015

Comunidade islâmica da Guiné-Bissau recebe formação sobre igualdade do género

Image result for Comunidade islâmica da Guiné-BissauA Comunidade islâmica da Guiné-Bissau iniciou esta terça dia 14/07/2015 uma formação de três dias para 50 elementos sobre a igualdade de género e direitos humanos das mulheres, anunciou a organização em comunicado.
A formação enquadra os imãs (sacerdotes islâmicos) e jovens líderes e outros membros da comunidade muçulmana da região de Bissau depois de a mesma ter sido realizada em Gabú, Buba e Bafatá, localidades do interior.