terça-feira, 8 de março de 2016

Ministro dE Comercio e Artesanato ouvido pelo Ministério Publico

O ministro do Comercio e Artesanato, igualmente, líder do Partido da Convergência Democrática (PCD) foi ouvido essa segunda-feira pelo Ministério Público no caso transitou em julgado desde de 2005, no qual o governante era advogado de uma das partes em litígio sobre posse de terra que opunha na Câmara Municipal de Bissau, tendo ganho a causa no tribunal.
Passados 11 anos, o Ministério Publico notificou o membro do Governo do Carlos Coreia “para se rolar na vara crime desta instância judicial.”
Vicentes Fernandes não gostou do “episódio manuseado” acusa a Presidência da República de obrar estratégias de mudanças e manobras políticas no Ministério público e no Tribunal de Contas com propósitos de denegrir a imagem dos membros do Governo. 
Fernandes questionou a idoneidade moral de todos os servidores do Palácio da Republica por se portarem casacos sujos suspeitos de casos de corrupção e outros crimes. Pelo que, pede que provem o contrário. 
O Politico e advogado disse apesar de ameaças e pressões políticas de mãos ocultas da Presidência da República, vai continuar mesmo o seu resgate ao lado da Força Democrática coligação de 06 formações políticas numa única frente para a reafirmação dos valores democráticos. 
No último comício popular em Bissau os 06 partidos políticos num som crítico “reafirmaram total apoio ao PAIGC, enquanto partido vencedor das últimas eleições legislativas na Guiné-Bissau.
Rispito.com/Lai Balde-correspondente, 08-03-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público