sexta-feira, 15 de abril de 2016

ACOBES acusa EAGB em falta de moral no aumento de preço de tarifas 

O Presidente da Associação dos Consumidores de Bens e Serviços (ACOBES) acusou hoje a direção da EAGB de falta de moral em proceder qualquer aumento de preço de tarifas de energia e água bem como, ajustamento estrutural unilateral ao sector, num momento em que está na forja a reforma geral da legislação na empresa.  

Em conferência de imprensa, Fodé Caramba Sanhá questionou o paradeiro de seis bilhões de francos cfa que a impressa terá beneficiada para a construção de raiz a sua sede, reestruturação e reforma da rede de transporte da energia elétrica por forma a minimizar eventuais perdas desajustadas. 

O líder da ACOBES exorta ao Governo a redução dos volumosos salários dos membros do Conselho de Administração da EAGB e congelamento dos subsídios, por forma a permitir a empresa se caminhe com os seus próprios pés. 
ACOBES aponta uma outra saída para contribuir na redução drástica de custo da energia aos consumidores, a implementação dos projectos das energias provenientes das barragens de Sambagalo, Caleta e da Rede Fotovoltaica de Bôr, arredores de Bissau, a um valor barato que variará entre os 12 francos cfa mínimo e máximo de 21 por Quilowatt, por que segundo disse “a energia não é um luxo, mas sim necessidade para o desenvolvimento do capital humano e do país consequentemente.”  

Recordamos que, o Ministro da Energia ordenou ontem a suspensão da aplicação do referido tarifário aos consumidores.
Rispito.com/Lai Balde/correspondente. 15-04-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público