quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Supremo Tribunal confirma Vicente Fernandes como líder do PCD

O Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau confirmou hoje Vicente Fernandes como legitimo presidente do Partido da Convergência Democrática (PCD), terceira força no Parlamento guineense, dissipando dúvidas que existiam naquele partido.
O presidente do STJ, Paulo Sanhá, esclareceu, num despacho a que a Lusa teve acesso, que à luz dos estatutos do PCD, Vicente Fernandes é o legitimo presidente do partido conhecido em crioulo por "baguera" (abelha) e que conta com dois deputados no Parlamento.
O antigo ministro das Finanças e ex-líder do partido, Vitor Mandiga, instou o STJ, no dia 01 de Novembro, para que o reconhecesse como presidente interino do PCD depois de uma reunião da Comissão Política Nacional que teria suspendido Vicente Fernandes da liderança.
Fundamentando-se nos estatutos do partido, o tribunal entendeu que não existe a figura de presidente interino e que a decisão de suposta suspensão de Fernandes foi tomada numa reunião convocada fora das normas do PCD.
O tribunal alega ainda que na reunião teriam tomado parte pessoas que não têm competência estatutária para fazerem parte do encontro.
Vicente Fernandes e Vítor Mandinga têm vindo a trocar acusações públicas nos últimos dias com cada um a alegar ser o líder do partido.
Rispito.com/Lusa, 24-11-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público