sexta-feira, 5 de maio de 2017

ONU apoia operação de 30 mulheres com fístula obstétrica em Bissau

Image result for 30 mulheres com fístula obstétrica em BissauO Governo da Guiné-Bissau e o Fundo da ONU para a População (FNUAP) lançaram hoje em Bissau uma campanha de tratamento gratuito da fístula obstétrica de 30 mulheres.
"Para as mulheres que se marginalizam, bem como pelas próprias comunidades, nenhum trabalho podia ser mais compensador", afirmou o ministro da Saúde, Carlitos Barai, no lançamento da campanha no Hospital Nacional Simão Mendes.
Agradecendo o apoio da agência da ONU, o ministro sublinhou que aquelas mulheres podem "voltar a ter uma vida normal".
Na Guiné-Bissau, muitas mulheres sofrem daquele problema devido a um parto prolongado, ausência de cuidados adequados durante o parto e indisponibilidade para realizar uma cesariana.
A fístula obstétrica provoca incontinência urinária e muitas vezes o isolamento das famílias e comunidades.
As cirurgias vão ser feitas pelo chefe do serviço de urologia do Hospital Central de Maputo, Moçambique, Igor Vaz, que já fez a campanha de 2016.
"A presença do especialista vai permitir não só realizar a cirurgia de casos complexos de fístulas e de urologia como também reforçar as capacidades dos médicos nacionais no tratamento da fístula obstétrica", explicou, em comunicado, o FNUAP.
Segundo dados da agência da ONU, entre 2009 e 2016, 257 mulheres foram operadas gratuitamente a fístulas obstétricas.
Aquela lesão está ligada também à pobreza, acesso limitado aos serviços de saúde e gravidez na adolescência.
A campanha vai decorrer até dia 09.
O Governo guineense criou em 2009 um programa de prevenção, tratamento e integração das mulheres com aquele problema de saúde.
Rispito.com/Lusa, 05-05-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público