quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

COMUNICADO Á IMPRENSA

O Movimento Nacional da Sociedade Civil para a Paz, Democracia e Desenvolvimento está a acompanhar com preocupação a situação política vigente no país, no tocante a realização do IXº Congresso Ordinário do PAIGC.

A realização do congresso de qualquer partido é um acto normal decorrente do processo democrático e, deve decorrer respeitando os estatutos e as leis da República e, asinstituições do Estado devem colaborar e facilitar os partidos no exercício desse direito plasmado na constituição.

Entretanto, a realização deste congresso, está a ser assombrado com situações de recursos judiciais supostamente provenientes de três tribunais provinciais nas vésperas de início do aludido congresso.

Em face desta situação preocupante no olhar dos Guineenses, bem como toda a Comunidade Internacional e, tendo em consideração a necessidade de cumprimento de preceitos democráticos na legitimação do PAIGC no processo político, económico e social do pais;

Considerando o imbrógliopolítico que o país vive decorrente da presente crise política e consequente instabilidade que possam desembocar em situaçõesimprevisíveis dada a fragilidade da conjuntura sócio-política da Guine Bissau;

Assim, a Direcção Nacional do Movimento da Sociedade Civil para a Paz, Democracia e Desenvolvimento, delibera o seguinte: 

1.     Exortar ao Ministério do Interior no sentido de guiar a sua actuação em observância de cumprimento da lei da República a manutenção da ordem pública;
  
2.     Apelar ao Ministério do Interior e a Direcção do PAIGC para facilitar a recepção das correspondências;

3.     Apelar o comando dos agentes operacionais do Ministério do Interior agirem sempre com a contenção e proporcionalidade em relação a actuação namanutenção de ordem publica;

4.     Encorajar a Direcção do PAIGC para enveredar nos procedimentos legais e pacíficos na busca de soluções desta situação vertente;

5.     Apelar a calma e serenidade a população e diáspora guineense em geral na certeza de que o bom senso acabara por prevalecer;

6.     Apelar a comunidade internacional a continuar a seguir e apoiar os esforços para a estabilidade da Guine Bissau.

Feito em Bissau, aos 30 dias do mês de Janeiro de 2018.
  
A Direcção Nacional do Movimento


Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público