terça-feira, 10 de julho de 2018

SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA LEGALIZA "FREPASNA"

O Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau, subiu a contagem para 45º partido legalizado no país desde a abertura democratica no inicio da última década do século XX.

A recém-criada Frente Patriótica Nacional (Frepasna) da Guiné-Bissau vai apresentar-se nas eleições legislativas de 18 de novembro sob a liderança do antigo primeiro-ministro guineense Baciro Djá, disse hoje à Lusa Aliu Soares Cassamá, mandatário do 45.º partido guineense.
O novo partido foi notificado da sua legalização pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ), precisou Soares Cassamá, salientando que a Frepasna assenta o seu projeto de sociedade na “unidade nacional, na defesa dos direitos do homem e nos princípios do socialismo democrático”.
De acordo com Soares Cassamá, o partido, cuja sede se situa no centro de Bissau, apresenta-se como de centro-esquerda, procurando a valorização do cidadão guineense a partir de experiências da luta armada pela libertação do país.
“A Frepasna alicerça o seu relacionamento com o mundo nos princípios universais do respeito mútuo, da não-ingerência e da reciprocidade de benefícios”, indicou ainda o mandatário do novo partido

A Frepasna tem como emblema um retângulo com fundo vermelho, contendo nove estrelas de cor verde, representando as regiões do pais.
O vermelho da bandeira "representa o sangue derramado pelos combatentes da liberdade da Pátria" e povo guineense em geral durante a luta que conduziu à libertação do país do colonialismo, disse Aliu Soares Cassamá.

Aqui está:

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público