sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

ABUSO SEXUAL AUMENTA NO PAÍS

Os casos de abuso sexual contra mulheres aumentaram na Guiné-Bissau, disse a diretora da Polícia Judiciária guineense, Maria Filomena Lopes, na apresentação do balanço anual do trabalho daquela força de investigação criminal.
Image result for Maria Filomena Lopes GUINE BISSAU"Registaram-se 45 casos de abuso sexual, um aumento de 14 relativamente ao ano de 2017", enquanto "os casos de violência doméstica diminuíram ligeiramente em 2018, verificando-se um queda de 5% comparativamente a 2017", afirmou Maria Filomena Lopes.
Segundo a diretora da PJ guineense, foram abertos 101 inquéritos por violência doméstica em 2018.
Durante o ano de 2018, a PJ da Guiné-Bissau registou 3.582 ocorrências, com destaque para 50 homicídios, 45 casos de abuso sexual e centenas de casos de furto e roubo.
No caso dos roubos, Maria Filomena Lopes disse que a PJ está particularmente preocupada com o roubo de gado no interior do país.
"Foram registados robustos assaltos à mão armada no interior do país contra os criadores de gado com principal incidência no norte e leste. A título de exemplo, a região do Norte registou uma perda estimada de mais de 200 cabeças de gado", disse.
Maria Filomena Lopes disse que a PJ vai reforçar, em articulação com as forças de segurança, "ações para investigar e desmantelar" aquelas redes criminosas.
No balanço, a diretora da PJ destacou também o combate à corrupção como prioritário, salientando que em 2018 foram abertos 30 importantes inquéritos preliminares e que 70% dos casos foram concluídos e remetidos às instâncias competentes.
"O ano de 2019 será o de reforço de ações operacionais no combate à corrupção, estando já em curso inquéritos importantes, tais como a operação 'Red Line' que incide sobre o tráfico internacional de passaportes diplomáticos, assim como a recente investigação à criminalidade no Instituto Nacional de Segurança Social", afirmou. 
Rispito.com/Lusa, 25-01-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público