sexta-feira, 29 de maio de 2020

Deputados do PS apelam ao diálogo sobre situação na Guiné-Bissau

Deputados do PS recomendam ao Governo plano de ação para relançar ...

Os deputados socialistas na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas apelaram hoje ao diálogo interno e internacional, para que seja retomada a normalidade democrática e institucional na Guiné-Bissau.

Os parlamentares socialistas da comissão apelam a que "prossiga o diálogo interno e internacional com o objetivo de retomar a normalidade democrática e institucional" na Guiné-Bissau, com o respeito pelos "princípios do Estado de Direito e da democracia e evitando ações persecutórias e tensões internas e conflitos de natureza étnica".
Aquele tipo de ações "só iriam agravar a situação e tornar mais difícil uma solução" para "a desejada estabilidade política e institucional, tão importante para o desenvolvimento do povo guineense", alertam os socialistas na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, num comunicado hoje emitido.

Na nota sobre as conclusões de uma reunião realizada na quarta-feira, os deputados do PS na comissão referem que continuam a acompanhar "atentamente" a situação política naquele país e que analisaram as posições assumidas por diversas organizações internacionais, na sequência do comunicado da Comissão Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

A organização sub-regional africana, que tem mediado a crise política guineense, reconheceu Umaro Sissoco Embaló como Presidente da Guiné-Bissau, apelou à nomeação de um novo Governo, tendo em conta os resultados das eleições legislativas de 2019, e à revisão da Constituição, seguida de referendo.

Seguindo os termos do comunicado da CEDEAO, organizações como a União Europeia, as Nações Unidas, a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) ou a União Africana manifestaram a sua confiança num processo político que respeitasse aquelas posições, o que segundo os deputados socialistas da comissão, "infelizmente" não aconteceu.

"Não só não aconteceu como houve registo de vários incidentes preocupantes que violam a Constituição e os direitos políticos dos opositores de Umaro Sissoco Embaló", destacam os parlamentares.

Na reunião de quarta-feira, sobre o acompanhamento da política externa no contexto da evolução da pandemia de covid-19, os socialistas da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas manifestaram também "preocupação e solidariedade" para com o povo guineense.

Segundo os deputados socialistas, o povo guineense "além da dimensão sanitária e da incerteza política, sofre com as consequências sociais e económicas do aumento do número de casos de infeção por covid-19", num contexto em que continua a vigorar já há dois meses o estado de emergência na Guiné-Bissau.
Rispito.com/Lusa, 29-05-2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público