terça-feira, 7 de outubro de 2014

 Certório Biote desaconselha oposição “violenta e medonha“

O líder da Bancada Parlamentar do Partido da Renovação Social (PRS), aconselhou aos partidos políticos do país a não continuarem com a forma dura, violenta e medonha de fazer oposição ao poder instituído através das urnas.
Em entrevista exclusiva à ANG e sem citar nomes, Certório Biote disse que, se os políticos guineenses continuarem a enveredar-se  por essa forma de fazer oposição, o país continuará por mais 40 anos mergulhado na instabilidade, comprometendo ainda mais os ideais de Amílcar Cabral.

Disse que não pretendem que os combatentes da liberdade da pátria  ainda  vivos viessem a morrer sem desfrutarem dos grandes anseios com os quais  sonhavam durante a luta armada que  deu a independência.

Perguntado sobre que avaliação faz do desempenho dos dirigentes do Partido da Renovação Social no actual executivo, Certório Biote respondeu que é prematuro avançar com  avaliações neste momento.

“Penso que todos os dirigentes do partido convidados a tomar parte no actual executivo estão unidos e determinados em tudo fazer nas áreas em que foram nomeados para o bem do país”, explicou.

Biote informou que a Direcção Superior do PRS já realizou duas reuniões com os seus dirigentes membros do Governo tendo-se inteirado do empenho de cada um deles.

“Temos conhecimento de que o Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira mantem uma boa colaboração com todos os cinco membros do PRS que integram o executivo e isso nos deixa entender que todos eles estão a fazer um trabalho muito útil ao país”, frisou.

Instado a comentar as melhorias que se verifica no sector da energia com o fornecimento regular da luz eléctrica em Bissau, aliás uma das pastas atribuídas ao PRS,  Biote, disse que, apesar dessas melhorias o partido não pode estar a vangloriar com isso.

“Deve ser motivo de orgulho, mas devemos deixar as pessoas fazerem analises e tirar as suas ilaçõe. O Governo tem um Primeiro-Ministro como orientador de toda a máquina e nós estamos como auxiliares para empurrar o barco ao bom porto”, sublinhou o líder parlamentar dos renovadores.

Aquele responsável disse que denota-se uma melhoria no fornecimento da luz elétrica em Bissau, acrescentando que, o desejo é para garantir a energia eléctrica permanente tanto na capital como no interior do país.

“Para nós a pessoa mais indicada para vangloriar com essas proezas é o chefe do executivo, que, de facto, está a testa de um projecto  que todos abraçaram ”, disse.

Abordado sobre  os comentários postos a circular segundo os quais  a participação do PRS no actual executivo deixa o pais praticamente  sem oposição, Biote afirmou que realmente fizeram a oposição há vinte anos e os resultados sempre são rotos e o mundo considera a Guiné-Bissau um Estado falhado devido as constantes crises cíclicas.

“Pensamos que, se o PRS está a apoiar o actual governo nesta fase inicial da governação isso não significa que ele desconhece o seu papel. Isso é para dar facilidade ao governo na implementação do seu Programa de forma a estabilizar o país”, esclareceu.

 Biote sublinhou que as pessoas querem  que o PRS volte com as características anteriores de fazer a oposição apenas com  acusações  sem apontar  alternativas.

Disse que o PRS irá ajudar ao actual executivo na criação de todos os instrumentos legais de governação e a partir dai passar pela via de fiscalização das acções governativas.
ANG, 07-10-2014

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público