sábado, 23 de abril de 2016

ONU promove remodelação de 14 postos fronteiriços na Guiné-Bissau

Related imageAs Nações Unidas vão promover um projeto de remodelação de 14 postos fronteiriços na Guiné-Bissau, anunciou um dos responsáveis pela missão no país. "O projeto abrange os pontos de passagem terrestres estabelecidos com a Guiné-Conacri e o Senegal", referiu à Lusa, Antero Lopes, um dos responsáveis pela missão política da ONU.
A execução aguarda ainda calendarização.
"Os planos estão divulgados e o Governo da Guiné-Bissau pediu ajuda para captar recursos junto de parceiros internacionais", sendo que parte do financiamento para o projeto será assegurada por programas da ONU.

Associadas ao reforço dos postos fronteiriços, novas esquadras modelo da polícia guineense vão também ser apoiadas pela missão para instalação em diferentes regiões do país, acrescentou.
Estas esquadras vão apoiar ações de investigação que a vigilância fronteiriça requeira, bem como tentar cobrir as passagens clandestinas - parte da população escapa aos postos estabelecidos para circular entre os diferentes países.

O projeto de remodelação de postos fronteiriços foi anunciado durante uma conferência sobre Segurança Marítima que decorreu na quinta-feira e hoje na ilha de Bubaque, a par da inauguração do escritório regional da ONU no arquipélago dos Bijagós.
Uma das principais conclusões da conferência apontou para a "necessidade de otimização e partilha dos recursos" das autoridades e forças de segurança guineenses, acrescentou Antero Lopes.
Em representação do Governo, Luís Cabral, secretário de Estado da Administração Interna, e Susy Barbosa, secretária de Estado da Cooperação, reafirmaram a vontade política de lutar contra o crime organizado da forma mais eficiente possível.
Do encontro saiu ainda a decisão de criar um "clube de amigos" institucionais ligados à área da segurança e promova reuniões informais para dar seguimento às recomendações da conferência.
Rispito.com/Lusa, 23-04-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público