quinta-feira, 5 de maio de 2016

Tribunal Regional de Bissau anula deliberação que expulsou Baciro Dja do PAIGC

A Vara Cível do Tribunal Regional de Bissau declara anulada a deliberação do Conselho Nacional de Jurisdição do PAIGC, que expulsou Baciro Dja, terceiro vice-presidente no referido partido. 

De acordo com o “despacho Saneador-Sentença do juiz de direito Lassana Camara de 04 de maio, a decisão do Conselho de Jurisdição do ora reu, está inquerido de ilegalidade, por violação flagrantes disposições estatutárias e legais por um lado e por outro, viola os princípios de ampla defesa, que é, um dos princípios informadores do direito sancionatório.”

A reação não se fez esperar. Esta 5ª feira dia 05, em conferência de imprensa na sede da ANP, Baciro Dja acusou o líder do PAIGC de assumir uma postura antidemocrática e ditatorial no seio dos libertadores e mentor da deliberação do Conselho de Jurisdição que o expulsou do partido.
Por isso, Baciro Dja convidou ao Domingos Simões Pereira de colocar o seu cargo a disposição por forma a estabilizar o PAIGC e o país.
Rispito.com/Lai Balde-correspondente, 05-05-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público