quarta-feira, 29 de junho de 2016

Juventude feminina lidera o consumo de haxixe na Guiné-Bissau

Image result for nao a drogaO Observatório guineense de drogas e toxicodependência, nova organização que se dedica à investigação, análise e monitorização de dados sobre o consumo e tráfico de droga na Guiné-Bissau, revelou que as jovens mulheres guineenses estão consumir, de forma acelerada e preocupante, haxixe no país.

Além de serem usadas como “mulas” no transporte de droga, a camada feminina guineense aparece agora a liderar o quadro do consumo de estupefacientes, sobretudo haxixe, particularmente nos espaços públicos de diversão, nomeadamente discotecas.

Para algumas inquiridas, é preferível consumir haxixe, pois tem supostamente um sabor semelhante ao chocolate e incita a “vontade de experimentar atitudes interessantes de vida”, tornando-se assim num efeito de moda.

O consumo de drogas está a tornar-se também muito frequente, não só nas discotecas, mas também nas escolas, envolvendo, sobretudo, adolescentes, revelou também o Observatório após analise de pesquisas junto de jovens nas escolas públicas e privadas.

Um responsável do Observatório considerou ser urgente e pertinente que o Estado desenvolva políticas concretas e que “defina estratégias inteligentes” na luta contra o consumo e tráfico de droga no país, a fim de travar o fenómeno crescente junto dos jovens que, segundo o Observatório, são os mais afetados.
Rispito.com/ e-Global 28-06-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público