sexta-feira, 15 de julho de 2016

PR Considera de “muito triste” a crise política guineense

O Presidente da República, José Mário Vaz assegurou quinta-feira em Bissau, que a decisão do poder judicial é para acatar. Convidando os guineenses para irem na mesma direção e distanciar-se das práticas que violam as leis. 

José Mário Vaz Considera de “muito triste” a crise política guineense, segundo disse podia ser resolvida sem a mediação estrangeira. 

Mário Vaz que falava no aeroporto de Bissau, no final de visita de duas semanas, no âmbito das celebrações dos 40 Anos da Democracia em Portugal, disse durante o tempo que esteve no estrangeiro soube de informações inquietantes que destroem a imagem do país. “ Não podemos de forma alguma estarmos concentrados a tentar resolver o problema, e há outras figuras a destruir a imagem, não só a imagem do Presidente da Repúbliuca, como também do próprio país. Ou seja, o que nós vimos e ouvimos lá fora, coisas bastante triste.” 

O Chefe de Estado disse estar sempre para respeitar escrupulosamente a Constituição e as Leis da Republica, admitindo que só haverá desenvolvimento e felicidade se os guineenses assim entenderem. “A melhor solução para resgatar o país é dedicar-se ao trabalho.” 
PR disse ter sido formulado convite ao Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo Sousa para visitar a Guiné-Bissau, numa data a anunciar.
Rispito.com/Lai Balde-correpondente, 15-07-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público