quinta-feira, 28 de julho de 2016

Presidente do STJ falou da detenção do deputado Gabriel Sow 

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau, Paulo Sanhá, confirmou hoje que o deputado Gabriel Sow foi detido amando do juiz Marcos indami. 
Porque o deputado em causa  tinha sido julgado e condenado pelo tribunal de primeira instância, tendo o caso sido apreciado pelo tribunal de relação, que confirmou a condenação, e mais tarde aprovado pelo Supremo. Disse Lusa
Cumpridas estas tramitações, o juiz de execução de penas - Marcos Indami - ordenou a detenção do deputado, precisou, que prometeu informar-se junto do magistrado sobre os contornos da prisão do deputado.
Paulo Sanhá indicou igualmente ter informações segundo as quais o juiz teria solicitado o levantamento de imunidade parlamentar de Gabriel Sow, diligência que ainda não foi cumprida pelo Parlamento, que tem estado paralisado há mais de três meses.
“Que eu saiba até agora não se levantou a imunidade, porque a Assembleia (Parlamento guineense) também tem tidos os seus problemas para fazer funcionar o plenário, único órgão com competência para levantar a imunidade de qualquer deputado”, notou o presidente do Supremo Tribunal.

Enquanto isso e sem demora, a noticia da ultima hora dá conta de que o deputado do PAIGC, Gabriel Sow, foi transferido imediatamente para o centro penitenciário de Bafatá, leste do país.
De acordo com as fontes o deputado em causa está na prisão daquela cidade para cumprir a sentença judicial de 08 anos de prisão efetiva e ao pagamento de mais de 140 milhões de francos cfa.
Rispito.com/Lai Balde-correspondente, 28-07-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público