terça-feira, 8 de novembro de 2016

PCD  suspende Vicente Fernandes

Um grupo de dirigentes do Partido da Convergência Democrática (PCD), que tem dois deputados no Parlamento da Guiné-Bissau, anunciou esta segunda-feira (07.11.) a suspensão do presidente, Vicente Fernandes.
Elton Miranda, membro da Comissão Política do PCD, informou que a suspensão de Vicente Fernandes da presidência e da militância foi decidida numa reunião extraordinária realizada no domingo (06.11.) em Bafatá, no leste do país.

Fernandes, antigo ministro do Turismo no Governo do PAIGC é acusado, entre outras coisas, de tomar decisões "sem consultar os órgãos internos do PCD".

"O presidente violou vários dispositivos dos estatutos do nosso partido", adiantou Elton Miranda, responsável pela informação do partido.

Até à regularização da situação através de uma Convenção Nacional, em data a indicar, o antigo líder do partido, Vítor Mandinga assumirá a coordenação de uma comissão criada para gerir o PCD, precisou Elton Miranda.
Mandinga, antigo ministro das Finanças da Guiné-Bissau, é um dos dois parlamentares do partido.

Nos últimos tempos vieram a público divergências de posicionamento entre Mandinga e Fernandes.

Em reação ao sucedido, Vicente Fernandes, advogado, notou que se mantem na liderança do partido e acusou Vítor Mandinga de "tentativa de manipulação dos dirigentes a seu proveito".

Para Vicente Fernandes, a estratégia de Mandinga,  "é preparar o terreno" para caso o PCD venha a ser convidado para o novo Governo ser ele a entrar para o executivo como ministro, disse.

Fernandes finaliza dizendo que, o Vítor Mandinga quer servir-se do partido como fez no passado"e disse ainda que se mantem líder do PCD, invocando uma decisão tomada nesse sentido pelo conselho de jurisdição do partido, segundo a qual, qualquer iniciativa da "Comissão Política convocada por Vítor Mandinga é nula".
Rispito.com/DW, 07-11-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público