quarta-feira, 5 de abril de 2017

GUINÉ-BISSAU É DOS PAÍSES MAIS CALMOS DA SUB-REGIÃO DISSE FLORENTINO MENDES PEREIRA

O presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, recebeu, esta quarta-feira, o ministro de Estado, da Energia e Industria da Guiné-Bissau, Florentino Mendes Pereira, enviado especial do chefe de Estado guineense.

Florentino Mendes Pereira foi portador de uma mensagem do presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz. Integra também a delegação, a diretora de gabinete do chefe de Estado guineense, Gilda Lobo de Pina, e o embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, Hélder Vaz. 

Depois de encontro, em declarações a imprensa caboverniana, Florentino Mendes Pereira recusou-se revelar o teor da mensagem, mas afastou simplesmente a ideia de que a Guiné-Bissau vive uma crise politica. Ao dizer que a situação politica do país é estável, reforçando que a Guiné-Bissau é dos países mais calmos da sub-região que ele conhece. Salvo a campanha de difamação levado a cabo por alguns politicos que não estão de acordo com o poder neste momento, sem apontar nome em concreto.

Florentino disse ainda que o acordo de Conacri está sendo concretizado e os que não o querem cumprir é que estão a andar em campanhas de desinformação e difamação, tudo no sentido impedire a aplicação do referido acordo. "O acordo tem dez pontos, e a divergência do fundo tem a ver com o primeiro e décimo ponto".
Quanto ao primeiro ponto, Florentino esclarece que este ponto disse claramente que o PR deve escolher o PM da sua confiança e que reúne consenso, com salvaguarda de que "Consenso não é unanimidade". E neste caso, o PR nomeou o PM que reúne a maioria de deputados de (PRS 41, Os 15 mais 01 de PND) totalizando 57, num universo de 102 deputados da ANP.

Instado sobre a possibilidade de eleições legislativas antecipadas, Mendes Preira disse que o PRS está bem preparado para qualquer momento.
Rispito.com, 05-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público