segunda-feira, 10 de abril de 2017

 Macky Sall visita Bissau entre 20 e 23 de Abril

Image result for Macky SallO Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, anunciou que o seu homólogo do Senegal, Macky Sall, deve visitar o país nos próximos dias. 

Fontes do governo disseram à Lusa que Sall deve visitar Bissau entre os dias 20 a 23 deste mês mas não revelaram a agenda da deslocação.
De partida para uma cimeira extraordinária da União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA) na Costa do Marfim, José Mário Vaz, disse que vai aproveitar o encontro de Abidjan para falar com o seu homologo senegalês sobre a situação política na Guiné-Bissau.

O líder guineense disse que «provavelmente» terá também um encontro de trabalho com o seu homólogo da Costa do Marfim, Alassane Ouatarra, se a agenda dos dois assim o permitir, para trocarem impressões sobre a situação politica guineense.
José Mário Vaz, que regressa ainda hoje a Bissau, afirmou que vai informar os seus pares da UEMOA sobre os últimos desenvolvimentos políticos no país.

Quanto à visita do Presidente do Senegal a Bissau, o Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados (MCCI), plataforma que reagrupa várias organizações da sociedade civil, na sua maioria associação associações juvenis, considera de «indesejada a vinda de Macky Sall».

O líder do MCCI, o jurista Sana Canté, disse, em conferência de imprensa, que Sall vem a Bissau assinar um «acordo ruinoso» para Guiné-Bissau, que resultará da partilha de reservas de petróleo existente no mar fronteiriço dos dois países.
Segundo Sana Canté, o suposto acordo a ser assinado durante a visita do Presidente do Senegal, vai permitir que aquele país fique com 85 por cento do recurso e a Guiné-Bissau «apenas com 15 por cento», sublinhou.
O líder do MCCI promete manifestações pacíficas nas ruas de Bissau durante os três dias de visita «para que Macky Sall possa perceber que não é bem-vindo» na Guiné-Bissau, frisou Canté.
Rispito.com/Lusa, 10-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público