quarta-feira, 31 de maio de 2017

Malária é grave ameaça à saúde pública e causa de pobreza - OMS

Image result for Ayigan KossiO coordenador residente das agências da ONU na Guiné-Bissau, Ayigan Kossi, afirmou que a malária é uma ameaça à saúde pública no país, apesar de a incidência da doença estar a diminuir.
«A malária representa uma grave ameaça à saúde pública e é uma causa significativa de pobreza na Guiné-Bissau, onde toda a população corre o risco de contrair a doença», afirmou o também representante da Organização Mundial de Saúde.
Ayigan Kossi falava na cerimónia de lançamento da campanha de distribuição de mosquiteiros impregnados de longa duração à população, que começou hoje e termina a 04 de junho.
«Em 2013, mais de 175.000 casos de malária e 472 mortes foram reportadas. Os mais afetados são as crianças menores de cinco anos, representando cerca de 41% de todos os casos e 45% de todas as mortes», sublinhou.
Apesar dos dados, o representante salientou que o trabalho feito pelas autoridades guineenses, com o apoio das organizações internacionais, permitiu entre 2012 e 2014 a diminuição da taxa de malária em mais de 80% entre os adultos e mais de 90% entre as crianças com menos de cinco anos.
«Com as tendas impregnadas podem ser evitados 50% dos casos de malária, salvando assim muitas mulheres grávidas e crianças», salientou.
As autoridades guineenses iniciaram hoje a distribuição de mais de um milhão de mosquiteiros impregnados de longa duração, ou seja, um mosquiteiro para duas pessoas, em mais de 1.500 postos espalhados por todo o país.
Rispito.com/Lusa, 31-05-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público