terça-feira, 9 de maio de 2017

Militares da CEDEAO deixam Guiné-Bissau

Militares da CEDEAO deixam Guiné-BissauOs militares da CEDEAO instalados na Guiné-Bissau, desde 2012, devem começar a retirar-se do país a partir desta terça-feira.

Segundo uma fonte próxima da representação da CEDEAO na Guiné-Bissau, a decisão da retirada da ECOMIB foi comunicada ontem ao presidente da Assembleia Nacional Popular, por Blaise Diplo, representante da organização sub-regional em Bissau. 
Segundo a mesma fonte, a medida vem na sequência do ultimato dado pela delegação ministerial da CEDEAO, que esteve no país para avaliar o cumprimento do acordo de Conakry pelos políticos guineenses.
Rispito.com/RDP África, 09-05-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público