quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Governo assina financiamento para construção da central eléctrica

Image result for aladje mamadu fadiaO ministro das Finanças guineense, João Fadiá, assinou com o Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA) um financiamento de 11 milhões de dólares para a construção de uma central eléctrica em Bissau.
A assinatura do empréstimo foi feita em Washington durante a participação do ministro das Finanças na Assembleia Anual do Fundo Monetário Internacional, que decorreu entre 10 e 15 de Outubro, informou quarta-feira em comunicado o Conselho de Ministros.
Durante a sua estada em Washington, o ministro assinou com o BADEA o "acordo de empréstimo relativo ao financiamento do projecto de instalação de uma central eléctrica em Bissau", refere o comunicado.
O comunicado refere também que o ministro das Finanças recebeu também o compromisso do director-geral do BADEA para "financiar o sector agrícola do país, sobretudo a produção de arroz".
Segundo a página do BADEA na Internet, o projecto de construção da central eléctrica em Bissau tem um custo total de 22,25 milhões de dólares e o banco dará um financiamento de 11 milhões de dólares.
O restante financiamento será garantido pelo Governo guineense e por uma entidade financeira no valor restante de 10,75 milhões de dólares.
"O projecto visa fornecer energia eléctrica à população da capital de forma permanente e com preços razoáveis através da melhoria da central existente", lê-se no acordo de financiamento.
A construção da central eléctrica vai também permitir que o Governo poupe cerca de 250 mil euros em taxas mensais, que paga a uma empresa privada, e mais a compra do gasóleo.
Rispito.com/Angop, 26-10-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público