sexta-feira, 17 de novembro de 2017

MANIFESTAÇÕES AINDA CONTINUAM 

Guiné-Bissau vive mal estar cíclico com episódios sucessivos de crise continua... Neste momento o cenário está virado a marchas que congregam uma coletividade de 17 partidos, que neste dia 16 de Novembro estiveram na mais uma manifestação que começou bem mas acabou em confrontos e espancamentos
Apesar de polícia  ter dispersado com gás lacrimogéneo a marcha do coletivo de partidos democráticos, depois de os manifestantes tentarem invadir a Praça do Império em Bissau, onde está situada a Presidência da República.
Ainda a congregação partidária confirmam dar continuidade e de cumprirem a programação da marcha anunciada. Porque para os lideres politicos protagonistas, quem não tem argumentos, usa a repressão, mas a violência não é um sinal de força, pelo contrario é um sinal de desespero e de fraqueza.
Combatentes da democracia! Vamos no dia 17/11/17 sair de novo as ruas para dizer basta ditadura. Mas vamos mais preparados para nos proteger contra gás lacrimogéneo. Evitem de passar creme de pele na cara a fim de proteger contra fixação do gás na pele. Não esqueçam de levar toalha bem molhada na água e limão/ou vinagre porque diminui o efeito de intoxicação do gás. Quem tiver máscara,  óculos tipo de piscina ou de Sky também pode levar. Pediu a organização aos participantes.

O coletivo, que reúne 17 partidos que contesta o Presidente guineense, José Mário Vaz, manifesta-se hoje em Bissau, numa iniciativa que visa "resgatar a democracia" na Guiné-Bissau.

Os partidos exigem a José Mário Vaz que demita o Governo do primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló por ser "ilegítimo, inconstitucional e ilegal".
Rispito.com, 17-11-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público