quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

CRISE POLITICA - CASO INQUIETANTE

Depois de afetuar alguns dias em Portugal,  Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, voltou ao país, silencioso, sem nenhuma palavra a comunicação social à chegada ao aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, em semelhança a quando da sua deslocação.

No país, PR efetuou reuniões nesta terça-feira com o embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, Hélder Vaz e com Vítor Madinga, o demissioário ministro do Comércio.

Seguidamente, conforme as fontes da presidência, José Mário Vaz terá reunido também com o primeiro-ministro, Artur Silva. Todos os encontros decorreram sem autorização presencial da imprensa.

Ao que tudo indica José Mário Vaz terá de acionar mais uma decisão face à rejeição de Artur Silva como primeiro-ministro, por parte dos atores políticos, até final desta semana. Mas desta vez, sem convocar nem auscultar os partidos políticos com assento parlamentar, assim como os signatários do Acordo de Conacri.

Lembra-se que o chefe de Estado esteve fora nos ultimos dias, por ter realizado uma visita privada de oito dias a Portugal.
Rispito.com, 14-02-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público