sábado, 26 de maio de 2018

Bissau intenso em termos de movimentações políticas e sociais 

As mulheres guineenses abriram o seu fórum pela paz, o partido de Nuno Nabian arrancou o seu cogresso e o Parlamento retomou os trabalhos em sessão plenária. 

O parlamento voltou a funcionar em sessão plenária depois de cerca de três anos de polémicas entre os partidos, mas neste primeiro dia da retoma dos trabalhos nada de substancial foi debatido. A sessão foi consagrada à apresentação pelo padre Domingos da Fonseca, do relatório das atividades preparatórias da conferência nacional da verdade e reconciliação que devera ter lugar ainda este ano.

Os debates parlamentares em si devem arrancar na próxima segunda-feira, estando previstas discussões do Programa do Governo e a proposta do Orçamento Geral do Estado para 2018, mas fontes parlamentares indicaram à RFI que, ainda que estes dois instrumentos estejam inscritos nos trabalhos, tudo leva a crer que não serão debatidos uma vez que o primeiro-ministro, Aristides Gomes não entregou nada nesse sentindo.

Assim sendo, os deputados vão aproveitar para discutir algumas propostas de melhoria das condições de trabalho dos funcionários, o orçamento de funcionamento do próprio Parlamento e algumas convenções internacionais.

O Parlamento retoma os trabalhos, no mesmo dia que em que abriu em Bissau um fórum das mulheres pela paz.

Usando da palavra na cerimónia, o primeiro-ministro, Aristides Gomes reconheceu que o Estado guineense não tem sido capaz de aproveitar toda dinâmica proporcionada pelas organizações da sociedade civil.
Foto de Diaspora Europa.Também arrancou em Bissau o primeiro congresso ordinário do partido de Nuno Gomes Nabian, candidato derrotado na segunda volta das últimas presidenciais guineenses.

No domingo, Nuno Nabian candidato único, será eleito líder de facto do partido Assembleia do Povo Unido APU-PDGB, partido ao qual se juntaram recentemente a Frente Democrática Inocêncio Lamba e a Aliança Socialista da Guiné-Bissau dirigida por Jorge

Mandinga, depois da aderência de personalidades como Fatumata Djau Baldé, Mamadu Saliu Lamba e Sori Djaló.
Rispito.com/RFI, 26-05-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público