sábado, 13 de outubro de 2018

Detido diretor-geral das Comunidades da Guiné-Bissau

Malam Sambu
A Polícia Judiciária (PJ) da Guiné-Bissau deteve o diretor-geral das comunidades no âmbito de um inquérito para investigar um caso de alegado auxílio à emigração ilegal, disse fonte daquela força investigação criminal.
O diretor-geral das Comunidades, Malam Sambu, foi detido depois de ter sido ouvido nas instalações da PJ em Bissau, segundo fonte daquela força policial.

Em causa está um pedido de atribuição de visto de entrada para o espaço Schengen a três pessoas para uma missão de sensibilização na diáspora guineense em Itália sobre a sua participação no processo eleitoral.

"A PJ tem indícios fortes que está a favorecer a emigração ilegal", disse a fonte.

Segundo a mesma fonte, o diretor-geral da Comunidades será presente ao Ministério Público, que pode requerer a prisão preventiva ou aplicar outra medida de coação.

Na Guiné-Bissau, as eleições legislativas, previstas para 18 de novembro, elegem deputados pelo círculo de África e círculo da Europa.
No círculo de África, podem votar os guineenses que residirem no Senegal, Gâmbia, Cabo Verde, Guiné-Conacri e Mauritânia enquanto no círculo da Europa há a possibilidade de voto para os guineenses que vivem em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Luxemburgo.
Rispito.com/Lusa, 13-10-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público