sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Tribunal condena jornalista por difamação de ex-governante

O Tribunal Regional de Bissau (TRB) condenou hoje a dois anos de prisão o jornalista e editor do jornal "Donos da Bola", Pedro de Carvalho, por difamação da ex-secretária de Estado de Cooperação guineense, Suzy Barbosa.
Pedro do Carvalho foi condenado a uma pena de dois anos de prisão convertida em multa de dois milhões de francos CFA (cerca de 4.500 euros), que devem ser pagos, dentro de 30 dias, sob pena de reclusão efetiva, além de oito meses de prisão, também transformada em multa de 1.905 mil francos CFA (2.900 euros), a serem pagos em 60 dias.

O jornalista disse à agência Lusa que não concorda com a sentença e que a partir de segunda-feira vai entrar com um recurso no TRB.
O caso relaciona-se com dois artigos publicados no jornal e assinados por Pedro de Carvalho, em 2016, sob os títulos: "Cônsul e Governo vendem passaportes aos estrangeiros a 25 mil dólares" cada.
As notícias apontavam que o cônsul da Guiné-Bissau no Líbano estaria a comercializar passaportes guineenses, com a cumplicidade de elementos do Governo.

A antiga secretária de Estado da Cooperação, uma das instituições que lida diretamente com emissão dos passaportes, considerou-se ofendida na sua 
imagem e honra pelo que apresentou uma queixa em tribunal.

Pedro de Carvalho indicou à Lusa que "nunca se referiu" a Suzy Barbosa nas duas notícias e que o Ministério Público "não fez o trabalho de investigação que se impunha", tendo acabo por influenciar a decisão do juiz, assinalou.
"Pareceu-nos que o Ministério Público fez aqui um trabalho encomendado", observou o jornalista, ressalvando que não se fez justiça no caso.
Rispito.com/RTP Noticias, 19-10-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público