sábado, 16 de fevereiro de 2019

VAMOS TODOS CONTRIBUIR PARA A VITÓRIA DA DEMOCRACIA

Para todos nós os cidadãos da Guiné-Bissau, o ano 2019 colocou em cima dos nossos ombros mais um sacrifício e responsabilidade de  votar... eleições legislativas do dia 10 de Março.

Queridos irmãos e caros compatriotas
Estamos perante mais uma tomada de decisão que só a nós cabe como um povo; um direito e um dever que  envolve a cada um de nós como cidadão; mas sobretudo uma responsabilidade que irá ser longa ou curta, conforme as circunstancias.

Longa, se a nossa escolha for errada, onde a situação de arrependimento nos acompanhara durante os próximos 4 anos. 
E curta em caso formos certeiros na escolha, onde o sabor, a alegria e o conforto dos 4 anos passa de forma rápida sem darmos por isso.
Qual é esta decisão? 
A nossa decisão é de dirigirmos as urnas como votantes ou de afigurarmos na lista dos partidos como votados.
O nosso direito é de escolhermos os nossos legítimos representantes na qualidade de votantes 
Enquanto que o nosso dever é de respeitar todos os requisitos conducentes à uma eleição passível de ser considerada de, livre, justa e transparente. Isso tanto os votantes como as formações politicas envolvidas na votação.

Para isso, é preciso lembrarmos todos:
- que antes de sermos um dirigente, um militante ou um simpatizante de qualquer partido, já somos guineenses de naturalidade e de nacionalidade. O que significa que todos nós somos irmãos da mesma mãe. "A Guiné-Bissau"
- Que toda a razão da nossa discussão e/ou divergência de ideias vai tocar num ponto comum. Ou seja, acharmos a melhor ideia para dignificar o espaço onde nascemos ou de erguermos com sucesso a paz, a tranquilidade e o bem estar da nossa republica chamada Guine-Bissau que é de todos nós.

Felizmente, todas as eleições realizadas no país foram consideradas como respeitadoras de preceitos básicos da democracia, pelo facto, é bom que este processo eleitoral também seja avaliada nessa mesma lógica. Pois quem sai a ganhar é a nossa democracia. Embora há quem diga que ida as urnas não é a solução dos problemas entre a convivência dos políticos do país. O que é verdade, mas não devemos ignorar de que para legitimar as instituições de um país é mediante um processo de votação. Por isso,  é importante sempre a nossa participação com certezas de que um dia podermos ultrapassar essa desilusão continua de muitas eleições sempre estragadas devido o desentendimento reinante no seio da classe politica do país. E quem sabe se não é desta vez que isso irá acontecer.

Meus irmãos Guineenses
O processo eleitoral começa com recenseamento. Acto que desta vez foi um alvo de muita contestação no meandro politico, mas que felizmente, foi ultrapassada mediante ponderação de todos os partidos políticos e todos os atores diretos e indirectos, envolvidos neste processo eleitoral.

Exemplo disso, é a participação ativa de 21 partidos aprovados pelo STJ no presente acto eleitoral, reforçado mediante aceitação de assinatura de código de conduta e ética eleitoral. Numa disponibilidade clara de todos contribuírem para que as eleições legislativas decorram num clima de paz, tolerância política, com respeito pela legalidade democrática, incluindo a aceitação dos resultados eleitorais. Uma iniciativa e comportamento plausível por todos.

Caro cidadão politico
Durante a campanha eleitoral agora iniciada, esperamos um civismo e idoneidade politica de todos os partidos. Pautada na preocupação maior de conquistar o eleitorado mediante os programas eleitorais, não somente de ataques, muito menos de insultos. 
Porque,  quem adota a sua filosofia de "caça-a-voto" baseada em atacar e/ou insultar, isso pode traduzir-se numa demonstração de um vazio de programa eleitoral e a incapacidade de poder governar o país muito menos de libertar o povo dessa miséria muitas vezes criticada por todos.
Por isso, apelamos educação e civismo, assim como contenção nas palavras. Lembrando sempre que no fim é importante contribuir para a vitória da democracia, mediante aceitação de resultados proclamados pela CNE. 

Caro cidadão eleitor.
Neste momento, a maior responsabilidade está do nosso lado, como votantes... pois cabe a nós entregar o destino dos próximos 4 anos a quem quisermos. Na verdade as opções de escolha são muitas, porque temos em nossa frente diferentes partidos:
Antigos e recentes, grandes e pequenos. Com lideres desnivelados em termos de idade e de experiência na vida politica.
Contudo, é  importante aceitarmos estas estas escolhas e de recebermos todos  os partidos com carinho, com alegria e com muito respeito. Mas também atentos na avaliação da postura de cada líder, do comportamento de cada partido e principalmente no que cada uma formação politica é capaz de fazer na tradução da sua experiência politica para o bem comum que possa servir à todos.

Na hora de votação, votemos com consciência 
Deixemos de lado as promessas baratas, as compras de consciência ou as difamações caluniosas, que possam comprometer a nossa vivência de 4 anos em crise e pobreza.
Deixemos de lado as nossas relações pessoais familiar, de amizade, de pertença étnica ou de crença religiosa com os partidos ou com os dirigentes partidários. Olhemos pela nossa "GUINENDADI"...  Porque afinal, todos os partidos que temos são também guineenses. 
Por isso mesmo, se cada votante seguir a lógica da sua consciência própria e conseguimos acertar na escolha do melhor programa que serve para o país, sairemos todos a ganhar. Porque até os que foram menos votados não serão excluídos na vitoria da democracia.

Por isso mesmo, você que é católico, muçulmano, protestante, Budista ou qualquer outra religião que acredita na existência do nosso criador, não reze a favor deste ou aquele partido. Nem faça oração a favor deste ou aquele individuo, mas sim, suplicar a Deus para nos conduzir na escolha de quem nos possa instaurar o bem comum que abarca todos os cidadãos da Guiné-Bissau.

Não desperdice o seu prestigioso dever de votar. Um momento em que todos somos iguais,
Porque o voto de cada cidadão é igual ao voto de outro cidadão.
Mas é importante que cada um de nós dê valor ao seu voto porque ele pode fazer historia e traçar o destino de um povo durante  4 anos. 
Samba Bari

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público