sábado, 30 de março de 2019

Movimento de salvação do PRS insiste pedir demissão da atual liderança

Um auto-denominado Movimento de Salvação do Partido da Renovação Social e da Memória de Kumba Ialá, ex-Presidente guineense, pediu mais uma vez a demissão da atual liderança do partido, que ficou em terceiro lugar nas legislativas de 10 de março.

Movimento liderado por Sori Djaló, antigo presidente do Partido de Renovação Social (PRS), dá a Alberto Nambeia, atual líder daquela formação partidária, um prazo "não superior a 48 horas" para que saia da direção com toda sua equipa, sob pena de encetar mecanismos para sua destituição.
Apesar destas pressões dos dirigentes há mais de uma semana, a atual direção do partido remeteu-se em silêncio total, mas com ações em busca soluções internas, sublinhando que ainda estao disponíveis para dialogar de forma franca e aberta com a direção do PRS.

Além de Ibraima Sori Djaló, fazem parte do movimento nomes como Fernando Correia Landim, antigo ministro das Pescas no Governo de Baciro Djá e Aladje Sonco, membro da comissão política do partido.
Rispito.com, 30-03-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público