segunda-feira, 29 de abril de 2019

PJ abre investigação contra magistrado do Ministério Público

A Polícia Judiciária da Guiné-Bissau anunciou que abriu uma investigação, designada "Operação Cara de Pó", contra o magistrado do Ministério Público que ordenou a entrega de arroz doado pela China apreendido ao ministro da Agricultura.

Num comunicado, divulgado hoje à imprensa, a Polícia Judiciária guineense refere que ordenou, ao abrigo da lei de investigação criminal, a abertura da investigação por "haver indícios suficientes da prática dos crimes de prevaricação e corrupção passiva".

O Ministério Público da Guiné-Bissau ordenou à Polícia Judiciária guineense a devolução dos sacos de arroz apreendidos na quinta do ministro da Agricultura.

Os sacos arroz foram apreendidos no âmbito da operação "Arroz do Povo" e que visa recuperar arroz doado pela China, que a PJ suspeita que foi desviado para venda.
Rispito.com/RTP Noticias. 29-04-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público