quinta-feira, 4 de abril de 2019

Repórteres Sem Fronteira denuncia encerramento de um retransmissor de rádio em Bafatá

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou e condenou o encerramento do retransmissor da Rádio África FM, na cidade de Bafatá, na Guiné-Bissau, pelo governador da região leste do país, Dundu Sambu.

“O encerramento é um ataque à liberdade de informar”, disse em comunicado Assane Diagne, director para África Ocidental daquela organização de defesa da liberdade de imprensa nesta quarta-feira, 3..

Para ele, “este ataque à liberdade de informar e ao pluralismo é ainda mais perturbador porque provém de um governador que é membro do PAIGC, o partido que acaba de ganhar as eleições parlamentares da Guiné-Bissau”.

Na nota, a RSF pede às autoridades a “reabertura imediata desta do retrasnmissor.

O director da o África FM, Mama Saliou Sané, confirmou à VOA o encerramento do retransmissor, "por parte de polícias a mando do Governo", sem o seu conhecimento, "como diz a lei".

“O governador de Bafatá sempre demonstrou o desejo de reduzir o povo da Guiné-Bissau ao silêncio”, reiterou Sané que afirmou ter recebido o apoio do Sindicato dos Jornalistas da Guiné-Bissau que "prometeu ajudar a ultrapassar esse problema, o mais breve possível.

Além de produzir uma programação local, a filial retransmite programas nacionais produzidos pela África FM em Bissau.
Rispito.com/VOA, 04-04-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público