terça-feira, 14 de maio de 2019

Apoiantes dos partidos com acordo de incidência parlamentar pedem nomeação de primeiro-ministro

Os apoiantes do PAIGC, partido maioritário, efectuaram hoje uma marcha em Bissau para exigir a nomeação do novo primeiro-ministro, numa altura em que há um impasse condicionando a entrada em pleno da nova legislatura de Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC. Aliás, visto como próximo primeiro-ministro, deslocou-se no final da semana passada a Dakar para se avistar com o Presidente Macky Sall.
Isto é só um começo de uma série de ações de rua para forçar o Presidente da Guiné Bissau, José Mário Vaz, a nomear finalmente um novo Governo, declararam os organizadores da marcha de hoje em Bissau.
Os jovens dos partidos da maioria parlamentar que se manifestaram esta terça-feira em Bissau e nalguns pontos do país, dizem que daqui para frente não vão parar.
Prometem, por exemplo, vigílias nalguns edifícios públicos de Bissau e nos diferentes pontos do país para demonstrar a sua indignação pelo atraso na nomeação do novo Governo.
A juventude que saiu à rua esta terça-feira considera de inaceitável que volvidos dois meses, após as eleições legislativas, ainda não haja um Governo instituído pelo Presidente Vaz.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e ar livreO Presidente de estar a tomar parte do normal jogo politico entre os partidos no parlamento, para justificar os atrasos na indicação do primeiro-ministro e do Governo.
Na marcha que ocupou toda uma das faixas da avenida principal da capital guineense, os protagonistas prometem continuar os protestos até que o Presidente José Mário Vaz nomeie um primeiro-ministro, que deverá forma o novo Governo. 
Líderes daqueles partidos disseram que nenhum país do mundo pode ser desenvolvido com o narcotráfico ou terrorismo, daí a necessidade da constituição de um Governo.
Para os manifestantes, José Mário Vaz, não tem outra alternativa, senão nomear novo Chefe do Governo.
“Chamamos a atenção ao Presidente da República porque não pode desafiar este povo porque este povo é mais forte que ele”, defendeu o secretário-geral da Juventude do PAIGC, Dionísio Pereira.
A manifestação coincide com o primeiro dia da segunda vaga da greve geral na Administração Pública guineense, convocada pelas duas centrais sindicais do país, que continuam a exigir, respectivamente, o aumento e o pagamento de salários em atrasos.
Rispito.com/RFI/VOA, 14-05-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público