segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Umaro Sissoco Embaló candidata-se à presidência e promete recuperar soberania

Umaro Sissoco Embalo (Privat)
Umaro Sissoco Embaló foi investido pelo MADEM como candidato oficial às eleições Presidenciais de 24 de Novembro. Embaló afirmou durante a cerimónia da sua investidura, que se for eleito chefe de Estado, a sua prioridade será a recuperação da soberania bissau-guineense como Nação. Referindo-se explícitamente à CEDEAO, Umaro Sissoco Embaló considerou que não faz sentido, que um país independente continue a submeter-se às ordens de pequenos Estados da África Ocidental.

Numa cerimónia marcada com muita solenidade, Umaro Sissoco Embaló foi investido como candidato oficial do Movimento para a Alternancia Democratica às presidenciais de 24 de novembro.

Após um juramento perante os membros do conselho nacional e militantes do Madem, Umaro Sissoco Embaló, prometeu, no seu discurso, que se for eleito presidente a Guiné-Bissau rapidamente recuperará a soberania do país que disse estar perdida.

Embaló cosniderou que não faz sentido, que a Guiné-Bissau, país que assumiu a sua independência de forma unilateral do colonialismo português, esteja agora a receber ordens, até de ministros de pequenos países da Comunidade Oeste Africana.

Braima Camará, líder do Madem foi mais claro quanto à esta questão. Não se comprende, disse Braima Camará que alguns dirigentes guineenses estejam a ser guardados por soldados de forças estrangeiras.
Rispito.com/RFI, 09-09-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público