segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

CNE vai fazer apuramento das presidenciais

Guiné-Bissau: CNE vai fazer apuramento das presidenciaisA Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau convocou para esta terça-feira a plenária para realizar o apuramento nacional das eleições presidenciais de 29 de Dezembro, cumprindo, assim, o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça. O Primeiro-ministro, Aristides Gomes, considerou a posição da CNE como “a mais sensata possível" e apelou à calma.

Terminou o braço-de-ferro entre a Comissão Nacional de Eleições (CNE) e o Supremo Tribunal de Justiça. A Comissão Eleitoral aceitou acatar a ordem do Supremo Tribunal e esta terça-feira, 25 de Fevereiro, vai realizar o apuramento nacional dos resultados da segunda volta das eleições presidenciais de 29 de Dezembro.

Questionado pela RFI sobre o recuo da CNE - que afirmava ter já cumprido com o que lhe pede o Supremo Tribunal - o primeiro-ministro, Aristides Gomes, considerou a posição da CNE como “a mais sensata possível, pois não fica bem a ninguém desrespeitar uma ordem judicial”.

Sobre o facto de Umaro Sissoco Embaló anunciar que vai tomar posse como Presidente eleito, esta quinta-feira, sem aguardar pela decisão do Supremo Tribunal relativamente ao contencioso eleitoral, o primeiro-ministro guineense pede calma.

“Quando há um mal-estar geral, é preciso evitar situações que possam produzir uma certa deflagração, é preciso não incendiar a situação. Se você tem uma situação de pólvora, tem que fazer tudo para evitar que aquilo que possa produzir o fogo possa estar ao lado. Portanto, é essa a ideia. É preciso nós termos calma. Quem ganhar, mais dia, menos dia, acabará por ser investido. Quem ganhar. Agora, quem decide neste momento quem é investido é o Supremo Tribunal de Justiça que já tem o dossier nas mãos”, afirmou.
Rispito.com/RFI, 24-02-2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público