segunda-feira, 15 de junho de 2020

Marrocos oferece 500 mil mascaras e medicamentos à Guiné-Bissau

Marrocos oferece 500 mil mascaras e medicamentos à Guiné-Bissau
/
A Guiné-Bissau recebeu de Marrocos 500 mil máscaras de proteção facial, cinco mil caixas de hidroxicloroquina e mil caixas de azitomicina, que serão usadas no combate à infeção pelo novo coronavirus, disse hoje fonte oficial.

Omaterial foi recebido pela alta-comissária para a luta contra a covid-19 na Guiné-Bissau, Magda Robalo, e entregue por Babana Mohamed, um representante, em Bissau, do rei do Marrocos, Mohamed IV.

Em curtas declarações à imprensa, ainda no aeroporto de Bissau, Maga Robalo agradeceu ao rei marroquino, "em nome do Presidente e do povo da Guiné-Bissau pelo gesto generoso" na luta contra a covid-19.

A alta-comissária contra a covid-19 salientou que as "relações de amizade" entre a Guiné-Bissau e Marrocos "são antigas", destacando que o país do norte de África manteve as ligações aéreas com Bissau mesmo durante a epidemia do Ébola, que afetou alguns países africanos em 2014.

O rei de Marrocos anunciou no domingo o envio de material médico para 15 países africanos para os ajudar no combate à pandemia da covid-19.

Segundo um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros marroquino, foram enviados oito milhões de máscaras, 900.000 viseiras, 60.000 batas, 30.000 litros de gel desinfetante, 75.000 caixas de hidroxicloroquina e 15.000 de azitromicina.

Estes medicamentos e material foram produzidos por empresas marroquinas e segundo as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS), sublinhou.

Os 15 países africanos que vão receber o material são Burkina Faso, Camarões, República do Congo, República Democrática do Congo, Senegal, Ilhas Comores, Guiné-Conacri, Guiné-Bissau, Níger, Mauritânia, Maláui, Essuatíni, Tanzânia, Chade e Zâmbia.

A Guiné-Bissau registou até sexta-feira passada 1.460 casos de infeção pela covid-19, 15 mortos e 153 pessoas recuperadas da doença.

Em África, há 6.464 mortos confirmados e mais de 242 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 433 mil mortos e infetou mais de 7,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Rispito.com/Mundo ao Minuto, 15-06-20320

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público