terça-feira, 1 de setembro de 2020

PM entrega proposta Lei do OGE com défice de 117 biliões de Fcfa

A Guiné Bissau Pincelada Bandeira, Pincel De Bandeiras, A Bandeira Do País,  Bandeira Nacional PNG e vetor para download gratuitoO primeiro-ministro (PM) depositou esta quinta-feira 31 de Agosto na Assembleia Nacional Popular (ANP), a proposta de Lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) para “conclusão o ano 2020” e a proposta Lei do Plano Nacional do Desenvolvimento 2020/2023.

A proposta do OGE aprovada no Conselho de Ministros, com uma receita total de 278.660.000 mil milhões de FCFA, sendo a despesa igual valor, tem um déce de mais de 117 biliões de Fcfa, ainda sem garantias de nanciamento.

Para cobertura do ‘fosso’, o Conselho de Ministros autorizou ao ministro das Finanças a contrair empréstimos concessionais necessários, junto das instituições nanceiras em que a Guiné-Bissau está liada bem como outros mercados nanceiros. Até 15 de Outubro, conforme às promessas do Chefe do Governo, será entregue a proposta lei do OGE 2021

Ao entregar o OGE à segunda vice-presidente da ANP, Nuno Gomes Nabian disse conta com a total colaboração institucional  do Parlamento com o Governo, tendo conta que é “urgente” dispor daquele instrumento para fazer face às necessidades do país. 

Nuno Nabian disse ainda que todos os projectos, e todas as actividades previstas, vão ser rigorosamente executados, manifestando a total disponibilidade “de regressar a casa do Povo” para serem scalizados.

“Houve atrasos, mas felizmente os trabalhos concluíram e a proposta foi entregue. É um orçamento que vai fazer poeira nas ruas do país. As estradas serão construídas e só no Aeroporto / Sam que arranca este ano, o Governo vai gastar 4 biliões de Fcfa como participação interna”, disse o chefe do Executivo.

Para o próximo ano, o primeiro-ministro promete “grandes projectos” que vão contribuir para o desenvolvimento da GuinéBissau. “As infraestruturas são prioritárias. O país está totalmente degradadas e sem estradas. E quando não se tem estradas, não se pode desenvolver o país. Portanto, vamos atacar às infraestruturas. Depois, vamos atacar outras localidades no interior do país. Haverá construções e reabilitações”. 

No campo social, Nuno Nabian revelou que o orçamento prestou especial atenção à saúde e educação. “Mas é bom que as pessoas saibam que este ano, serão apenas três ou quatro meses que restam para o nal do ano. Os grandes investimentos são para o próximo ano”, garantiu. 

Depois de receber o OGE, a segunda vice-presidente disse que o Parlamento vai dar colaboração total, devendo brevemente ser discutido pela mesa, Conferência de Líderes, comissão especializada para área económica, antes de ser remetido a plenária.
Rispiro.com/e-Global, 01-09-2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público