sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Distribuição de sementes visa melhorar a dieta alimentar na Guiné-Bissau

Entre as variedades de sementes distribuídas estão o repolho, a cenoura e cebola. A iniciativa deverá favorecer a segurança alimentar das comunidades beneficiadas
As mulheres guineenses que integram os clubes de agricultores das comunidades de Dame-sor, Dame-wabe, Dame-te, Sormon, Blassar, Lendem, Ncor e Ntchula, têm já na sua pose uma “vasta gama de sementes hortícolas de grande qualidade germinativa e com variedades diversificadas”, destacam os envolvidos na iniciativa.

O apoio em sementes é constituído por variedades como “tomate, pimenta, djagatu (beringela africana), alface, sucul-bembe (família dos pimentos), cenoura, repolho, cebola, pepino e beringela”, adiantam os promotores deste do projeto. Através desta iniciativa pretende-se “aumentar a produtividade e melhorar a dieta alimentar nas comunidades com produtos hortícolas diversificados”, conforme destacam os promotores desta ação.

A distribuição de sementes hortícolas é realizada em Oio e Cacheu pela “ADPP Guiné-Bissau” no âmbito da “Ação IG! Hortas”, uma iniciativa financiada pela União Europeia, que deverá chegar até um total de duas dezenas de comunidades no sector de Bissorã. A ADPP Guiné-Bissau é uma organização não-governamental guineense existente há mais de 35 anos, com a missão de fomentar o desenvolvimento económico, social e cultural.
Rispito.com/Lusa, 13/11/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público