quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

PR guineense reúne-se hoje com partidos sobre eleições legislativas antecipadas na agenda

O Presidente da Guiné-Bissau, Úmaro Sissoco Embaló, mantém a sua intenção de dissolver o Parlamento e convocar eleições legislativas antecipadas, como revelou no dia 8 o presidente da Comissão Nacional de Eleições, José Pedro Sambú.

Nesse sentido, Embaló reúne-se nesta quinta-feira, 17, com o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, e os partidos políticos com assento parlamentar, em encontros separados.

A intenção foi revelada pelo próprio Presidente no Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira depois de se despedir na quarta-feira, 16, do seu homólogo da República do Congo Brazzaville, Denis Sassou Nguesso, que realizou uma visita de 24 horas ao país.

Úmaro Sissoco Embaló lembrou que quando assumiu a Presidência, o primeiro assunto que pôs em cima da mesa aos partidos políticos foi a dissolução do Parlamento.

Ele também criticou os deputados que disseram no Parlamento não haver motivos para dissolver a ANP em virtude de não haver uma crise política.

"Eu é que sei o que é crise, não são deputados", disse.

Além de políticos, juristas e analistas questionam os motivos de uma eventual dissolução do Parlamento em virtude de o Presidente e o Governo serem da mesma maioria formada depois da eleição legislativa de março de 2019.
Rispito.com/Lusa, 17/12/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público