sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

ADIADA A SESSÃO PARLAMENTAR DESTINADA PARA APRESENTAÇÃO DO ORÇAMENTO-GERAL DE ESTADO

A Sessão Parlamentar agenda para segunda-feira, dia 15 deste mês, para apresentação do Orçamento-geral de Estado (OGE) do Governo de Carlos Correia, ficou protelada para o dia 25 de Fevereiro. 
De acordo com uma fonte, os membros da mesa do Parlamento guineense pretender organizar melhor para o desenrolar da crise após inconclusivos encontros de diálogo promovidos pelo Presidente Mário Vaz.
Recordamos que a bem pouco tempo, os 15 deputados expulsos pediram à mesa da ANP para que lhe permita voltar a ocupar os seus respetivos “lugares substituídos de forma ilegal”. "Apelamos à mesa da ANP no sentido de cumprir à letra a decisão judicial como forma de dignificar a justiça e o princípio constitucional da separação de poderes". 
O grupo adiantou que se os membros da mesa do Parlamento guineense não permitisse retomarem os seus lugares, estará a praticar crime contra a realização da justiça na modalidade de obstrução à atividade jurisdicional.
Mas até ao momento, o grupo contestatário não recebeu nenhuma resposta sobre a matéria
A fonte adianta que Bissau poderá receber em breve um novo medianeiro ou um enviado especial de uma organização a crise politica/parlamentar integrando encontros promovidos pelo Presidente da Republica. 
  
A fonte avançou que o Chefe de estado “já tem em mãos decisão da solução a crise politica parlamentar, por isso, as audiências do diálogo que estão sendo promovidas por ele, apenas uma questão de formalidades. Vai mesmo derrubar o Governo. Por isso, está esperando apenas o ultimo encontro do diálogo a realizar entre as partes, para depois tornar publico a sua decisão de derrubar o governo liderado por Carlos Correia.
Rispito.com/Lai Baldé-correspondente, 12-02-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público