domingo, 3 de abril de 2016

Castanha de caju num preço de roubo e de exploração 

Os produtores de castanhas de caju nas regiões de Bafatá, Gabú, Quinará e Oio estão a vender 1 kg de castanha de caju a 150 francos fca, um autêntico roubo e exploração adaptado por alguns comerciantes nacionais e estrangeiro malfazentes que pretender enriquecer a todo o custo. 

O fato nasceu na sequência da penúria alimentar que se assola a população do país, associada a crise sociopolítica. Os comerciantes aproveitam a ocasião para massacrar lentamente o pobre camponês, uma vez dispondo a castanha, não poderia deixar a sua família continuar com a fome sem ter de comer. 

Lamentavelmente, até este domingo, dia 03 de abril, não foi fixado o preço de base para a comercialização desse produto considerado ouro da Guiné-Bissau.
Rispito.com/Lai Balde-correspondente, 03-04-216

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público