quinta-feira, 21 de abril de 2016

Guiné-Bissau ainda continua  Impasse politico 

O discurso do Presidente da República da Guiné-Bissau do dia 19 de Abril continua a marcar actualidade no Parlamento, com encontros para o agendamento do debate sobre o estado da Nação, solicitado pelo Chefe de Estado e do qual resultará eventualmente uma resolução da crise política.

O analista político guineense, Silvestre Alves considera que “as prerrogativas do PR é procurar uma solução governativa para o país, e se não é oportuno fazer eleições neste momento e se ainda há quadro parlamentar para sair da crise, então a solução passa por aí”

Para Alves, quando José Mario Vaz instou os actores políticos a encontrarem soluções dentro do quadro parlamentar ele quis dizer, do ponto de vista político, que o Presidente quis convidar assim ao PAIGC a impulsionar uma dinâmica que vai no sentido de conseguir novos consensos na presente configuração dentro da Assembleia Nacional Popular".

Entretanto, caso não o consiga, no entendimento de Silvestre Alves, será o PRS, segunda força política, a ser convidada a formar o Governo que garanta a estabilidade governativa".

Aquele analista reconhece haver "uma certa tensão". "Só que a dissolução do parlamento não convém. Ou encontramos uma solução legitimada por todas as forças vivas pais ou explorar o quadro político parlamentar que o parlamento ainda nos dá”, concluiu.

Por agora tudo está parado à espera dos novos passos tendentes a ultrapassar o actual momento porque passa o país.
Rispito.com/VOA, 21-04-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público