segunda-feira, 11 de julho de 2016

“DUZENTAS EM CADA MIL CRIANÇAS MORREM ANTES DE COMPLETAREM OS CINCOS ANOS NA GUINÉ-BISSAU” 

O Movimento Nacional das Mulheres para a Paz e Estabilidade “Nô Bambu Guiné”, uma organização que congrega mais de cinquenta organizações femininas de base, procedeu segunda-feira em frente da sede do parlamento guineense, apresentação pública do manifesto do movimento aos órgãos da soberania da Guiné-Bissau.

No “manifesto” apresentado na voz de Iracema do Rosário Presidente do referido movimento, as mulheres apontam que os indicadores de desenvolvimento humano na Guiné-Bissau são dos piores da planeta a esperança média de vida é apenas de 54 anos, com uma das taxas de mortalidade materna das mais elevadas na sub-região e no mundo- em cada cem mil mulheres que dão a luz, setecentos e noventa morrem durante ou após o parto, duzentas em cada mil crianças morem antes de completar os cinco anos.

Ainda a organização afirma que nenhuma das metas de desenvolvimento do milénio foram atingidas na Guiné-Bissau. Por isso adverte que não é possível que os governantes continuem a ignorar os custos elevados da instabilidade e o seu impacto negativo a nível social, económico e político, assim como os riscos e ameaças de desmembramento da Guiné-Bissau enquanto Estado soberano.

Apelando aos guineenses para exigir o cumprimento dos compromissos assumidos pelos actores políticos para a aplicação de políticas publicas e de boa governação para “reverter o cenário desolador que o país vive.”
Rispito.com/Lai Balde-correpondente, 09-07-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público