sexta-feira, 8 de julho de 2016

Guiné-Bissau não pode continuar so em receber ajudas para construção de patrimónios

O ministro de Estado, da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares afirmou nesta sexta-feira 08 de Julho, que a Guiné-Bissau não pode continuar ser um país que recebe ajudas para a construção de patrimónios mais que depois tem dificuldade de gerir e fazer a manutenção dessas infraestruturas que culmina na perda enorme irreparável para a economia nacional.      
Aristides Ocante da Silva que falava no final de uma visita à Direcção Nacional do Património de Estado, onze edifícios de função no Alto Bandim (Bairro dos Ministro) e instalação do Complexo Militar Russo (Pequeno Moscovo) em Bissau, para além de elogiar excelente trabalho na reabilitação do Pequeno Moscovo destruído no conflito político/militar de 07 de junho, sublinhou que algumas habitações no bairro de ministros estão em estado de degradação que merecem uma urgente intervenção para minimizar os custos económicos nas suas reabilitações.
O ministro considera de triste e lamentável o estado atual se encontram algumas habitações, pois, realça a necessidade de dar atenção especial e ter uma visão reformista do património móvel e imóvel do Estado por constituir uma riqueza nacional. Indicando que, o reflexo de má gestão da coisa pública conduziu muitos edifícios em desabamento.
Ocante da Silva disse que vários patrimónios móveis do Estado, nomeadamente, viaturas encontram-se estacionadas no esconderijo nas oficinas privadas com chapas de matrículas trocadas na tentativa de alienação e apropriação de forma ilegal. Apontando como uma das medidas, efectuar um recenseamento nacional por forma a identificar e avaliar o valor do património de Estado Guineense. Admitindo por isso, dentro de teres meses organizar uma conferencia nacional sobre o património de Estado com vista a seguir as directrizes da UEMOA.
O Brigadeiro General Anicete Costa disse que as obras de reabilitação de Pequeno Moscovo foram suspensas devido a crispação política que se vive no país.  
O Estado guineense dispõe de património: viaturas, estradas e pontes, edifícios, campos agrícolas, granjas, rios, mares, florestas, equipamentos entre outros.
Rispito.com/Lai Balde-correpondente, 08-07-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público