sexta-feira, 22 de julho de 2016

PM BACIRO DJÁ DISSE QUE NÃO HÁ AVIÃO FANTASMA EM BISSAU 

O Primeiro-ministro guineense, Baciro Djá quebrou o silêncio sobre a aterragem do avião “fantasma” que levanta polémica sobre as circunstâncias em que chegou à Bissau e a carga misteriosa que transportava. “Não há avião fantasma.” 

De acordo com  Baciro Djá, não há avião fantasma. O aparelho é da frota da Arábia Saudita que trouxe à Bissau o vice-ministro da Defesa, que veio entregar ao Presidente Mário Vaz, uma missiva do seu homólogo. 

Segundo o PM, Djá a delegação Saudita teve encontro com o Chefe da Casa Civil da Presidência da Republica, Marciano Silva Barbeiro.  

Segundo a fonte, Lusa terão sido os serviços da Presidência a indicar que já havia sido dado conhecimento da visita a um nível superior, dispensando a comitiva e respetiva bagagem, trazida em mão, de procedimentos de controlo.

A comitiva chegou e partiu de Bissau, cerca de hora e meia mais tarde, num avião Airbus 319-111 de uma companhia privada da Arábia Saudita que aluga aeronaves, concluiu.
Tanto o Presidente da República, José Mário Vaz, como o primeiro-ministro, Baciro Djá, encontravam-se fora da Guiné-Bissau naquele dia. Os serviços de Estrangeiros e Fronteiras e a Presidência da República recusaram-se até agora a falar do assunto.

A Radio Rispito online dispõe de informações de fonte confiável que foram descarregadas duas maletas e transportadas pelos sete oficias da Arabia Saudita, em direção a centro de cidade de Bissau, mas com conteúdo ainda desconhecido.
Rispito.com/Lai Balde-correspondente/Lusa, 22-07-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público