quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Barco com 38 emigrantes ilegais encalhou ao largo da Guiné-Bissau

Um navio que transportava 38 imigrantes ilegais, da Guiné, do Gana e da Serra Leoa, com bandeira da Namíbia, encalhou num banco de areia no arquipélago dos Bijagós, ao largo da Guiné-Bissau, informou a guarda costeira local.
Os passageiros do navio que tinha partido da Guiné-Conacri pediram ajuda a pescadores, que alertaram as autoridades, de acordo com o relato feito por uma testemunha à agência de notícias francesa (AFP).
"A Guarda Costeira foi socorrê-los. O navio foi rebocado para Bubaque, a principal cidade do arquipélago dos Bijagós, e os tripulantes foram interrogados, nomeadamente, para verificar a sua nacionalidade", disse a fonte não identificada.
A Guarda Costeira de Bissau, que confirmou o caso à AFP, escusou-se a prestar mais informações.
Os migrantes que deixam a África Ocidental muitas vezes seguem a costa e, em seguida, optam por rotas terrestres através do Níger e Líbia, com o objetivo de atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa.
O arquipélago dos Bijagós, ao largo da costa da Guiné-Bissau, é composto por mais de 80 ilhas de todos os tamanhos, mas apenas vinte são habitadas por uma população não superior a 20.000 pessoas.
Rispito.com/Global Media, 21-09-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público