quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Presidente da Libéria desloca-se a Bissau para mais uma tentativa de resolver a crise

Image result for ellen johnson sirleaf"No âmbito das negociações com vista a ultrapassar a crise político-institucional, e na sequência dos acordos de Bissau e de Conacri, a Presidente da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO e Presidente da Libéria" chega a Bissau no sábado (05.11.) referiu  um comunicado da organização divulgado esta quinta-feira (03.11.).
Uma outra comitiva da CEDEAO juntou os líderes políticos da Guiné-Bissau em Setembro, altura em que foi firmado o acordo de Bissau, que prevê a nomeação de um governo inclusivo que dure até final da legislatura.

Recorde-se que a 14 de Outubro foi assinado o acordo de Conacri, que prevê a escolha de um primeiro-ministro de consenso entre os partidos e que seja da confiança do Presidente.
 Apesar da negociação sobre os três nomes que propôs, o chefe de Estado guineense, José Mário Vaz, ainda não nomeou um novo chefe de governo.

O general Umaro Sissoko, o diretor do banco central, João Fadia, e um quadro do PAIGC, Augusto Olivais, são os três nomes em cima da mesa - sendo este último defendido pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), partido que venceu as eleições de 2014.
Integram a delegação que se desloca a Bissau no sábado, Naby Bangoura, ministro de Estado e secretário-geral da Presidência da Guiné-Conacri, em representação do Presidente Alpha Condé, Marjon Kamara, ministra dos Negócios Estrangeiros da Libéria, Samura Kamara, ministro dos Negócios Estrangeiros da Serra Leoa e ainda pelo Marcel de Sousa, presidente da Comissão da CEDEAO.

 A comitiva vai manter contactos com o Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, e com outras autoridades e atores chave do processo de mediação.
Rispito.com/DW, 03-11-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público