terça-feira, 4 de abril de 2017

Adiadas eleições para escolha do presidente Supremo Tribunal Justiça

As eleições para escolha do novo presidente do Supremo Tribunal da Justiça (STJ) da Guiné-Bissau, que deveriam ter lugar na terça-feira, vão ser adiadas para data a indicar, disse à Lusa fonte ligada ao processo eleitoral.

Segundo a fonte, o adiamento foi determinado pelo Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) e acatado pela comissão eleitoral que deveria presidir aos trabalhos para escolha do presidente do STJ que irá sair entre Paulo Sanhá e Mamadu Saido Baldé.

O CSMJ irá apreciar duas contestações apresentadas por uma das candidaturas em relação ao desenrolar do processo, nomeadamente um "incidente de suspeição" sobre a própria comissão eleitoral e duvidas sobre o universo de juízes com capacidade para votar.

A fonte indicou à Lusa que os termos das duas contestações serão agora apreciados ao nível do Conselho Superior da Magistratura Judicial e logo que tudo esteja esclarecido será anunciada uma nova data para votação.

A campanha para a eleição do novo presidente do STJ tem dominado as atenções da atualidade politica na Guiné-Bissau e coloca frente a frente, Paulo Sanhá, actual líder do órgão e o juiz conselheiro e ex-ministro da Justiça, Mamadu Saido Baldé.
Rispito.com/A Bola, 03-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público