quarta-feira, 26 de abril de 2017

SOBRE AMEAÇAS DE ENCERRAR A RADIO CAPITAL 

Bamba Banjai
Bamba Banjai, um conhecido ativista político da Guiné-Bissau ameaça encerrar a rádio privada Capital FM se a estação não terminar, no prazo de 30 dias, com um programa interativo que, segundo disse, "insulta as autoridades" do país.

Em nota transmitida nas antenas da Capital FM, o diretor da estação, Lassana Cassama, indicou que o programa Frequência Ativa - que permite aos ouvintes ligarem para comentar a atualidade do país - não será encerrado.

Lassana Casama
"O programa é um escape da sociedade sobre a realidade política e social do país, nunca será encerrado, por pressões de quem quer que seja", observou Lassana Cassamá, também correspondente da Voz de América em Bissau.

Sobre a ameaça feita por Bamba Banjai de encerrar a estação, dentro de 30 dias, caso o programa não acabe, o diretor da Capital FM diz que apenas "pela força da lei alguém poderá mandar fechar a rádio".
"Felizmente que ainda estamos em democracia neste país", afirmou Lassana Cassamá, precisando que há muito que a rádio tem sido alvo de ameaças veladas por parte de elementos ligados ao atual poder político na Guiné-Bissau.

Bamba Banjai é também o diretor-geral dos serviços de Transportes e Viação Terrestres e ativista político, coordenador dos quadros técnicos do PAIGC (Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde) próximo do grupo dos 15 deputados expulsos do partido.

Segundo Banjai, a rádio Capital FM tem permitido aos ouvintes insultarem o Presidente da República, José Mário Vaz, o primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embaló, o ministro do Interior, Botche Candé e Braima Camará, conselheiro especial do Presidente guineense.

O bastonário da Ordem dos Jornalistas guineenses, Antonio Nhaga, considerou inaceitável a ameaça feita por Banjai e lembrou ao político que "em democracia, compete aos tribunais mandar encerrar qualquer órgão de comunicação social", mas mediante "fundamentos plausíveis", disse.

Nuno Nabian
Nuno Nabian, candidato derrotado por José Mário Vaz na segunda volta das últimas eleições presidenciais, anunciou que irá colocar na rua os militantes do seu partido, Assembleia do Povo Unido - Partido Democrático da Guiné-Bissau, (APU- PDGB) se alguém mandar encerrar "à força" a rádio Capital.
As emissões da Capital FM estão no ar desde 06 de março de 2015 e um ano depois iniciou com a sua programação normal. Conta com 23 profissionais, jovens, entre técnicos, jornalistas e administrativos.

A direção executiva da rádio promete avançar com uma queixa-crime contra Bamba Banjai para que prove quando afirma que a estação dá dinheiro aos seus ouvintes para que insultem, por chamadas telefónicas, o chefe do Estado. 
Rispito.com/Lusa, 25-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público