domingo, 28 de maio de 2017

CEDEAO preocupada com impacto de crise política na vida do povo da Guiné-Bissau

Image result for cedeaoA Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) lamentou neste sábado, a continuação do impasse político na Guiné-Bissau, manifestando-se preocupada com o impacto da deterioração da situação sócio-económica na vida dos cidadãos do país.

Em comunicado, a organização exortou todos os actores políticos a colocar a unidade nacional acima de todos os interesses políticos:
Para tal apelou ao Presidente Guineense, José Mário Vaz, e ao presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá, para mostrarem grande patriotismo encetando um diálogo aberto com o objectivo fundamental de resolver a crise em curso.
 "A Comissão da CEDEAO reitera que a única forma de criar uma estabilidade duradoura no país é o respeito do Acordo de Conakry e convida todos os actores políticos da Guiné-Bissau a trabalhar para a aplicação dos termos do acordo", lê-se no documento.

A concluir, a organização sublinhou que "reafirma o seu empenho em apoiar o povo e o Governo da Guiné-Bissau neste período difícil" e também que continua a "acompanhar activamente a situação no país".

A oposição guineense acusa o Presidente da República, José Mário Vaz, de deriva ditatorial, por este ter anunciado que não iria respeitar o Acordo de Conakry, mecanismo que visa acabar com a crise política no país e exige a nomeação de um primeiro-ministro de consenso.
O prazo para que José Mário Vaz cumprisse o acordo terminou na quinta-feira.
Rispito.com/Angop, 27/05/17

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público