terça-feira, 19 de setembro de 2017

Explicações do Hélder Vaz deram volta ao mal entendido

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chamou o embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, Hélder Vaz, no Palácio das Necessidades para lhe pedir explicações sobre as declarações que fez na tarde da segunda-feira 18 de Setembro em Lisboa.

Em causa está a suspensão das emissões da rádio e televisão públicas portuguesas na Guiné-Bissau, emissões regulamentadas por um protocolo entre os dois governos, que a Guiné-Bissau quer rever.
No qual, Hélder Vaz acusou as autoridades portuguesas de demonstrarem "um desprezo quase canino" face à ausência de resposta para negociar o protocolo de transmissão da RTP e RDP na Guiné-Bissau.
Estas declarações provocaram a chamada de Hélder Vaz ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, porque o Ministério da Cultura, que tem a tutela da RTP, disse à Antena 1 que as declarações de Hélder Vaz foram encaradas com perplexidade. 

Mas conforme o ministro dos Negócios Estrangeiros Português, Augusto Santos Silva, em direto de Nova Iorque, já deu assunto por encerrado, na medidas em que, o Embaixador guineense reconheceu a dimensão e peso das suas palavras e por fim retirou-as.
Hélder Vaz deu um dito por não dito, quando confessou no Palácio das Necessidades de que na verdade as palavras emocionais que pronunciou não reflectiam a intenção do que queria expressar.
Essas foram as justificações do Embaixador que levaram o Augusto Santos Silva dar o assunto por encerrado.
Seja como for, o mais importante nesse caso é da existencia de explicações convincentes que restabeleceu entendimento e que levou o encerramento do caso, pronunciado pelo próprio titular da pasta dos Negócios Estrangeiros de Portugal.
Rispito.com, 19-09-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público